Crédito reflete retomada do mercado de capitais

Captação de recursos / Temas / Edição 19 / 1 de março de 2005
Por 


Os créditos bancários para pessoa jurídica sentiram os efeitos da retomada das atividades no mercado de capitais – especialmente no que diz respeito às emissões de debêntures e outras formas de captação, como os fundos de direitos creditórios (FIDCs), por exemplo – conforme mostraram os balanços dos grandes bancos divulgados recentemente.

No Unibanco, a carteira de crédito de pessoa jurídica cresceu 5,5% no quarto trimestre. Mas, segundo o diretor de planejamento e controle da instituição, Osias Brito, essa variação poderia ter sido maior não fosse o aumento das captações no mercado de capitais. No terceiro trimestre, esse efeito foi mais visível com a queda de 2,5% na participação das grandes empresas no total das operações de crédito para pessoa jurídica. “Esta é uma tendência que deve prosseguir em 2005 a partir de uma confiança maior na economia, do alongamento de prazos e do interesse dos investidores em correr os riscos do mercado de capitais”, observa o diretor.

A carteira total de crédito do Bradesco – que engloba empresas de todos os portes e pessoas físicas – cresceu 4,7% no quarto trimestre. Mas os créditos dedicados especificamente a grandes empresas caíram. Segundo o balanço da instituição, que não indica o percentual da queda, o movimento se justifica pela valorização do real e pela maior utilização de instrumentos do mercado de capitais, mais especificamente as debêntures. No Itaú, a carteira de crédito para grandes empresas caiu 7,7% no quarto trimestre. O relatório do banco, no entanto, associa a redução somente à desvalorização da moeda norte-americana.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Debêntures créditos bancários Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Submarino traz referência de preço para o setor
Próxima matéria
FIDC chega em nova versão




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Submarino traz referência de preço para o setor
Depois da bolha da internet e da ressaca das empresas de tecnologia na bolsa de valores, a varejista de comércio eletrônico...