Nova Enron?

A farmacêutica canadense Valeant foi acusada pela Citron Research — especializada em fazer ativismo de posição vendida — de ser a nova Enron. A companhia, segundo a gestora, estaria registrando vendas falsas em seu balanço. Tanto a Citron quando a Bronte Capital, outra firma especializada nesse …

Contabilidade e Auditoria / Edição 4 / Seletas / Reportagem / 15 de dezembro de 2015
Por 


Ilustração: Grau 180.com.

Ilustração: Grau 180.com.

A farmacêutica canadense Valeant foi acusada pela Citron Research — especializada em fazer ativismo de posição vendida — de ser a nova Enron. A companhia, segundo a gestora, estaria registrando vendas falsas em seu balanço. Tanto a Citron quando a Bronte Capital, outra firma especializada nesse tipo de ativismo, usaram a internet para lançar bombásticos relatórios sobre a Valeant. A notícia não demorou para se disseminar nas mídias sociais, e as ações da companhia desabaram. No Twitter, sobrou para outro ativista: Bill Ackman. “Quantos investidores vocês conhecem que estão ‘vendidos’ em um possível esquema de pirâmide, mas estão ‘comprados’ em uma coisa que dizem ser prima da Enron?”, perguntou o polêmico repórter Charles Gasparino, da Fox Business. Ackman, que faz campanha contra a Herbalife, afirmou em maio deste ano que a Valeant era um ótimo negócio. Após as denúncias, ainda foi a público dizer que comprou mais ações da companhia.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Valeant Citron Research Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
BM&FBovespa melhora oferta por Cetip
Próxima matéria
Advogados iniciam estudo anual de casos julgados pela CVM



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Leia também
BM&FBovespa melhora oferta por Cetip
A BM&FBovespa voltou a investir na fusão com a Cetip. No dia 19 de fevereiro, após uma reunião de dois dias, o conselho...