Companhias filipinas terão governança avaliada

Governança Corporativa / Temas / Internacional / Edição 110 / 1 de outubro de 2012
Por 


A governança corporativa das companhias abertas das Filipinas passará a ser avaliada por meio de um questionário (scorecard) preparado por especialistas da Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean, na sigla em inglês). A iniciativa vem na esteira da criação, até 2015, de uma comunidade econômica das nações do Sudeste Asiático. À semelhança do modelo da União Europeia, a integração busca ir além de uma zona de comércio livre e deve incluir uma interligação entre os ambientes ferroviário e aéreo dos países-membros e a livre circulação de pessoas e capitais.

A aplicação do questionário será feita pelo Institute of Corporate Directors (ICD), entidade que conduz pesquisas anuais de governança corporativa com companhias de capital aberto. Segundo o presidente do conselho do ICD, Jesus P. Estanislao, o scorecard conta com 195 questões. Avalia, por exemplo, se há separação entre as funções de presidente do conselho e CEO, qual é o tamanho do conselho, e o percentual de membros independentes. “A lei filipina permite que o CEO e o chairman sejam a mesma pessoa, algo que a Asean abomina”, ressalta Estanislao.

De acordo com ele, empresas que não tiverem penas impostas pelo regulador do mercado de capitais do país e apresentarem diversidade de gênero no conselho ganharão pontos extras.



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Governança Corporativa Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Uma crise russa
Próxima matéria
Moedas em pé de guerra




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Uma crise russa
Em meados de agosto de 1998, duas semanas após a privatização do sistema Telebras, marco da modernização das telecomunicações...