CFA aponta conflito de interesses nas agências de rating

Governança Corporativa/Governança/Temas/Edição 60 / 1 de agosto de 2008
Por 


O Instituto CFA — associação de profissionais de investimentos responsável pela conhecida certificação de mesmo nome — divulgou os resultados de uma pesquisa de opinião com seus membros sobre os conflitos de interesse das agências classificadoras de risco de crédito. Realizada com 1.956 profissionais do mercado financeiro, a pesquisa apresentou um resultado inesperado: cerca de 11% dos entrevistados afirmaram ter testemunhado ao menos uma situação na qual a agência classificadora de risco melhorou o rating da companhia ou de emissões específicas em função de pressão de um emissor ou subscritor.

Dos que afirmaram ter testemunhado a mudança no rating, 51% disseram que a pressão estava associada a uma ameaça de substituição da agência classificadora de risco por outra no futuro. Assim, a estrutura de remuneração das agências de rating — que tem as empresas Moody´s, Standard & Poor´s e Fitch como as mais importantes do setor — é o principal fator gerador de conflitos de interesse. Elas são pagas pelas empresas que são objeto de sua avaliação.

A Securities and Exchange Commission (SEC) vem avaliando o problema e deverá propor mudanças, a fim de mitigar os conflitos de interesse. Dentre os pontos em discussão estão o aumento da transparência sobre as metodologias de classificação de risco e a possibilidade de as agências criarem escalas diferentes para produtos estruturados mais complexos, como os veículos de investimento ligados ao mercado imobiliário. A justificativa para essa proposta, apoiada pelo Instituto CFA, é que, em situações de crise, produtos mais complexos têm um desempenho muito diferente dos títulos de dívida tradicionais, por exemplo. Apesar disso, muitas vezes, ambos recebem classificações de risco similares, confundindo os investidores. Adicionalmente, 55% dos entrevistados pelo CFA afirmaram concordar com a idéia de criação de uma organização internacional destinada a estabelecer padrões e monitorar as atividades das agências classificadoras de risco.

Conteúdo extra

Veja o resultado da enquete do norte-americano CFA Institute sobre a atividade das agências de rating e os comentários dos entrevistados


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Rating CFA Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Aulas sobre o Brasil contemporâneo
Próxima matéria
Mercado discute regulação mais rígida para o AIM



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Aulas sobre o Brasil contemporâneo
São onze capítulos, mas poderiam ser onze aulas de mestrado ou doutorado. No programa, os efeitos da crescente inserção...