Catalyst lança primeiro fundo de insider trading

Captação de recursos/Temas/Internacional/Edição 107 / 1 de julho de 2012
Por 


Quando lemos a expressão insider trading, logo pensamos em algo irregular. É natural associar o termo à negociação de valores mobiliários baseada no conhecimento de informações relevantes ainda não divulgadas ao público. Existe, contudo, uma forma totalmente legal de insider trading: quando um diretor, conselheiro ou qualquer outro funcionário negocia ações da companhia em que trabalha conforme as políticas estabelecidas pela empresa e reporta essa movimentação ao regulador.

De olho nesse último tipo de insider trading, a gestora de investimento norte–americana Catalyst Funds lançou, em junho, o que afirma ser o primeiro fundo de “legal insider trading” do mundo. Chamado de Catalyst Insider Long/Short, a estratégia do veículo é “adquirir ações que experimentem um grande volume de compra por insiders e vender a descoberto aquelas que registrem um alto índice de venda”. Nos Estados Unidos, os dados sobre a negociação de ações de conselheiros e executivos devem ser informados no Formulário 4 da Securities and Exchange Commission (SEC).

É obvio que nem todas as negociações feitas pelos insiders refletem sua avaliação sobre o preço das ações. Eles podem comprar ou vender papéis por razões pessoais ou como parte de um plano de negociação preestabelecido, observa a Catalyst. Mas, segundo a gestora, vale a pena acompanhar os passos de diretores e conselheiros. A lógica é que eles, melhor do que ninguém, conhecem os negócios e as estratégias da empresa e podem avaliar se ela está sendo negociada a um preço justo.

Como um exemplo, a Catalyst cita o caso da Zynga, empresa listada na Nasdaq. Em abril de 2012, oito insiders (executivos e conselheiros) venderam parte de suas ações. David Wehner, CFO da desenvolvedora de jogos online, por exemplo, vendeu papéis no valor de US$ 4,5 milhões, reduzindo significativamente sua exposição à empresa. Em 30 de abril de 2012, as ações da Zynga fecharam o dia cotadas a US$ 8,34. Em 15 de junho, esse valor era de US$ 5,65.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Insider trading Catalyst Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Mulheres nos conselhos - Parte II
Próxima matéria
A nova lei de defesa da concorrência e os desafios das operações de M&A



1 comentário

Apr 05, 2015

Olá

Tenho interesse em comprar ações desta empresa, como faço, sou Brasileiro.

Ivanir Filipini

49-3621-1262



Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Mulheres nos conselhos - Parte II
Na edição passada, começamos a debater o projeto de Lei 112/2010 do Senado. Ele estabelece um percentual mínimo de 40% de mulheres...