Xangai quer lançar mercado para startups

Captação de recursos / Internacional / Edição 142 / 1 de junho de 2015
Por 


A Bolsa de Valores de Xangai pretende inaugurar um mercado para negociação de ações de empresas pequenas e inovadoras, segundo matéria publicada no The Wall Street Journal. Chamado de Strategic Emerging Industries Board, o novo segmento deve ter regras mais flexíveis para acolher empresas de setores que Pequim considera relevantes para a construção de uma economia orientada para a inovação, como ciência da computação, energia renovável, biociência e tecnologia da informação.

A criação desse mercado já recebeu a bênção do regulador de valores mobiliários da China e deve entrar em operação até o fim do ano, concorrendo com a Bolsa de Shenzhen e seu mercado de empresas de tecnologia, o ChiNext. Só em 2015, as empresas negociadas nesse segmento valorizaram 126%.

O novo ambiente se alinha ao esforço da China para canalizar recursos a tecnologias promissoras. Recentemente, o país divulgou um plano ambicioso, intitulado Made in China 2025, com vistas a aumentar a competitividade do setor de produção e impulsionar o crescimento econômico.



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais Xangai China Startups Bolsa de Shenzhen Chinext Pequim Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Gestores de hedge funds ganham bem, apesar de resultado medíocre
Próxima matéria
Reino Unido terá primeira listagem de firma de advocacia




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Gestores de hedge funds ganham bem, apesar de resultado medíocre
Para os investidores de hedge funds, como os grandes fundos de previdência, o ano de 2014 não foi lucrativo. O mes- mo...