Volatilidade espanta negociações nas dark pools

Captação de recursos/Bimestral/Internacional/Edição 98 / 1 de outubro de 2011
Por 


O aumento da volatilidade no mercado acionário está ameaçando o reinado das dark pools. Depois de três anos em ascensão, as negociações feitas nessas plataformas eletrônicas começam a perder espaço para as bolsas, vistas, em momentos de estabilidade, como ambientes mais seguros para compra e venda de ações. Dados coletados pela corretora Rosenblatt Securities revelam que as negociações feitas fora do ambiente das bolsas de valores, o que inclui as dark pools, encolheram 3,8% em agosto sobre igual período do ano passado. Em contraste, as negociações na Bolsa de Nova York (Nyse) e na Nasdaq OMX aumentaram 0,8% e 0,6%, respectivamente.

“Quando as ações estão oscilando muito, os investidores preferem contar com a transparência das bolsas, que, além de tudo, têm uma tecnologia mais robusta”, observa Justin Schack, diretor de análise de estrutura de mercado da Rosenblatt. A opinião do executivo é compartilhada por outros analistas de mercado. Kenneth Worthington, analista do J.P. Morgan, lembra que, quando o mercado está instável, a urgência em negociar aumenta, e as bolsas acabam sendo mais eficazes. “Nesse ambiente, o custo da demora da execução de uma ordem é maior”, comentou Worthington, ao Financial Times.

Comumente detidas por grandes bancos e corretoras, as dark pools casam ordens de compra e venda anonimamente. A grande vantagem é que, como tudo ocorre às escuras, as duas partes conseguem negociar grandes blocos de ações a preços melhores do que obteriam em bolsa e sem prejudicar a cotação dos papéis no pregão. De acordo com a Rosenblatt, as dark pools geridas por Liquidnet e Pipeline Trading, que negociam blocos de, em média, 30 mil ações, foram as que mais perderam espaço em agosto.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  mercado internacional investimentos EUA dark pools Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Mais de 200 IPOs são cancelados globalmente
Próxima matéria
SEC não vai brigar por direito dos acionistas de indicar nomes ao board



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Mais de 200 IPOs são cancelados globalmente
O medo de que a crise bancária na Europa vire o epicentro de uma nova recessão global levou mais de 200 companhias a adiarem...