Restoque desiste de oferta de ações via 476

Captação de recursos/Seletas/Edição 137 / 1 de janeiro de 2015
Por 


restoqueDona de marcas como Le Lis Blanc e Dudalina, a Restoque cancelou, em dezembro, o que poderia ter sido a primeira oferta de ações feita por meio da Instrução 476 da CVM. O motivo foram as condições adversas de mercado. A empresa havia anunciado, em 1º de dezembro, que ofertaria 50 milhões de ações ordinárias com esforços restritos de venda, confirmando a expectativa do mercado de que emissoras já listadas seriam as maiores usuárias da regra.

A emissão da Restoque seria também uma oportunidade de o mercado ver os ritos da 476 serem impostos às emissões de ações. Como prevê a norma, todos os acionistas têm direito de prioridade na operação. Ao mesmo tempo, apenas 50 investidores podem participar da oferta. Para conjugar essas características e permitir a entrada de novos investidores, os principais acionistas da Restoque, donos de cerca de dois terços do capital, pretendiam abrir mão da prioridade, mas ainda assim manter a possibilidade de comprar ações.

Ilustração: Grau 180.com




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IPO CVM CAPITAL ABERTO mercado de capitais Instrução 476 Restoque oferta Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Minas refratárias (Magnesita)
Próxima matéria
Riscos cibernéticos: o papel do conselho de administração na segurança da informação



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Minas refratárias (Magnesita)
Dona de valiosas jazidas no interior de Minas Gerais, a Magnesita tornou-se uma das maiores produtoras mundiais de refratário,...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}