Portugueses aprovam fusão de Portugal Telecom e Oi

8/9/2014

Captação de recursos/Seletas / 8 de setembro de 2014
Por 


Os minoritários da Portugal Telecom (PT) aprovaram, hoje, a fusão entre a telefônica portuguesa e a Oi. Em linha com a proposta do conselho de administração, os acionistas da PT ficarão com 26,5% do capital da CorpCo, companhia que será o resultado da junção das duas empresas. Originalmente, os portugueses ficariam com 37,3%, mas a fatia foi reduzida após o escândalo da RioForte.

Em abril, a Portugal Telecom emprestou € 897 milhões à RioForte. A empresa pertence ao Grupo Espírito Santo, que, por sua vez, é um dos principais acionistas da própria PT. Não bastasse o conflito decorrente da estreita relação entre as companhias, a RioForte deu um calote na tele europeia. Por isso, o percentual da PT na CorpCo foi reduzido.

De acordo com o Jornal de Notícias, periódico português, a assembleia durou mais de quatro horas e terminou com a aprovação de 98,25% dos presentes — a Oi, por estar diretamente interessada no negócio, não votou.

Acionistas da telefônica brasileira, insatisfeitos com a estrutura de operação desde que ela foi anunciada, em outubro do ano passado, argumentam que a diluição da sócia europeia deveria ser ainda maior. No entanto, na BM&FBovespa, Oi PN fechou em alta de 1,25%, cotada a R$ 1,26.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Oi CAPITAL ABERTO mercado de capitais fusão Portugal Telecom CorpCo. RioForte Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Regras para OPA mudam na Itália
Próxima matéria
Economistas reagem a queixa-crime do BC contra Schwartsman



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Regras para OPA mudam na Itália
Na Itália, o gatilho para que um investidor seja obrigado a lançar uma oferta pública de aquisição de ações (OPA)...