Par Corretora pode reabrir janela de IPOs

Captação de recursos / Seletas / Edição 142 / 1 de junho de 2015
Por 


par-corretora-pode-reabrirA Par Corretora pode ser a primeira companhia a fazer uma oferta inicial de ações (IPO) neste ano. Controlada pela Caixa Econômica Federal e pela GP Investments, a empresa planeja estrear no Novo Mercado da BM&FBovespa por meio da venda de pelo menos R$ 500 milhões em ações secundárias. A presença da Gávea como investidora âncora pode garantir o sucesso da operação. A gestora carioca comprometeu-se a investir R$ 140 milhões desde que o preço inicial da ação fique entre R$ 11,25 e R$ 11,60.

A corretora tem exclusividade na venda de seguros, previdência, capitalização e consórcios comercializados nas mais de 3,3 mil agências bancárias da Caixa Econômica. Com isso, acessa, sozinha, os cerca de 78,3 milhões de clientes do banco. Diante da desconfiança do mercado em relação a companhias controladas por entes públicos, o prospecto preliminar da Par enfatiza a “gestão independente e profissionalizada” da companhia, que resulta da sinergia e das contribuições dos três principais integrantes do bloco de controle. O grupo é formado pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), pela Caixa Seguros Holding e pela GP. “Acreditamos que esse alinhamento possibilita uma dinâmica equilibrada entre produto, canal de vendas e gestão, ao mesmo tempo em que proporciona retornos financeiros aos nossos acionistas e valoriza os colaboradores das três instituições”, diz o documento.

Até agora, a única oferta de ações do ano foi um follow-on da Telefônica Brasil. No fim de abril, a companhia captou R$ 16,1 bilhões em ações primárias. A operação serviu para pagar a compra da GVT, aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em março. Sozinha, superou o volume de ofertas de ações realizadas em 2014. Em todo o ano passado, foram emitidos R$ 15,4 bilhões — R$ 14,9 bilhões na oferta subsequente da Oi, em processo de reestruturação, e outros R$ 106,4 milhões no IPO da Ourofino.

Ilustrações: Beto Nejme/Grau180.com




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IPO Telefonica Brasil Cade CAPITAL ABERTO mercado de capitais GVT GP Investments Yuki Yokoi Par Corretora Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Por um novíssimo mercado
Próxima matéria
Juros sobre o capital próprio não é privilégio



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Por um novíssimo mercado
O Brasil é uma nau em direção à tempestade perfeita. Uma combinação única de fatores macroeconômicos soma-se a uma brutal...