Monopólio de clearing na Austrália chega ao fim

Captação de recursos/Internacional/Edição 113 / 1 de janeiro de 2013
Por 


O grupo de clearing europeu LHC Clearnet anunciou, em dezembro, que pretende operar na Austrália, oferecendo seu serviço de compensação para negociações de derivativos no mercado de balcão. Se o plano se concretizar, será o fim do monopólio da clearing pertencente à Australian Securities Exchange (ASX). De acordo com nota divulgada pela World Federation of Exchanges (WFE), quatro dos cinco bancos locais já manifestaram interesse em usar a nova plataforma.

A LHC também planeja atuar como câmara de liquidação e espera o Council of Financial Regulation, regulador local, terminar seu estudo sobre competição nesse mercado. Em maio de 2012, o presidente da Chi-X Australia, bolsa concorrente da Australian Securities Exchange, declarou ao Wall Street Journal que apoiava fortemente o projeto da LHC Clearnet. Quando entrou no país, em 2011, a Chi-X assinou um contrato de 60 meses, aceitando pagar 275 mil dólares australianos (R$ 506 mil) anuais pelo serviço de clearing da ASX.

A ASX tem uma estrutura vertical, que comporta também os serviços de compensação e liquidação. O serviço de clearing é considerado elemento-chave para a viabilidade comercial de uma bolsa de valores. Tanto que ele foi um dos itens que estragaram uma das uniões entre pregões mais esperadas em 2012: o da Nyse Euronext, controladora de várias bolsas norte-americanas e europeias, com a Deutsche Börse, da Alemanha. Em dezembro, a Nyse foi comprada pela IntercontinentalExchange (Ice).


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Austrália LHC Clearnet Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Governo do Reino Unido quer foco no longo prazo
Próxima matéria
Infraestrutura impulsiona mercado saudita



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Governo do Reino Unido quer foco no longo prazo
O governo britânico publicou, no fim de novembro, seus comentários sobre o Kay Report, relatório encomendado pelo governo...