Investimento responsável preocupa acionistas

Captação de recursos/Internacional/Edição 116 / 1 de abril de 2013
Por 


Um levantamento publicado em março pela consultoria Proxy Preview Report apontou que o investimento responsável está entre as maiores preocupações dos acionistas este ano. Cerca de 38% das resoluções propostas por acionistas no início de 2013 são relacionadas a mudanças climáticas, governança e responsabilidade social — número 5,8% maior que o do mesmo período do ano passado e 50% superior ao registrado há uma década.

O editor da Proxy Preview explicou que, como o ano eleitoral norte-americano acabou, é natural que propostas relacionadas a meio ambiente, responsabilidade social e governança (ESG, na sigla em inglês) ganhem espaço. Apesar de as eleições terem ficado para trás, muitas das resoluções propostas (33%) no período tratavam de gastos políticos das companhias, como lobby, por exemplo.

O levantamento aponta ainda que 29% das resoluções ESG vieram de investidores que adotam a bandeira socialmente responsável (SRIs, também na sigla em inglês). Os fundos de pensão vêm em seguida, com 26%. Os investidores ligados a algum tipo de associação religiosa (faith-based investors) responderam por 18% delas — bem mais que os sindicatos, que representaram 8%.

Apesar do aumento do número de propostas, nem todas chegam a ser votadas. Muitas vezes, os acionistas retiram suas reivindicações após alcançarem acordos com os administradores. No ano passado, 345 propostas ESG foram apresentadas, das quais apenas 180 chegaram à votação — 145 foram retiradas; e 61, derrubadas, devido a objeções da Securities and Exchange Commission (SEC).


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  proxy ESG Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Reino Unido fecha o cerco contra abusos das assets
Próxima matéria
Bolsa nigeriana atrai investidor e evolui em transparência



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Reino Unido fecha o cerco contra abusos das assets
O diretor de supervisão de gestão de recursos da Financial Services Authority (FSA), Ed Harley, declarou ao jornal Financial...