Duelo na Taurus continua

Captação de recursos / Seletas / Edição 131 / 1 de julho de 2014
Por 


A briga entre a Forjas Taurus e seus minoritários se acirrou no mês passado. Os acionistas reclamam de desmandos do controlador, o empresário Fernando Estima, e de problemas contábeis. Irregularidades no registro da venda da subsidiária Taurus Máquinas-Ferramenta para o grupo SüdMetal levaram a companhia a reapresentar o balanço de 2012. Reconheceu-se um prejuízo de R$ 117 milhões, ante o lucro de R$ 41 milhões divulgado originalmente. A administração montou um comitê independente para avaliar o caso e convocou os acionistas a deliberar sobre a instauração de uma ação de responsabilidade civil contra os executivos responsáveis pelo negócio. Na assembleia, porém, os investidores decidiram suspender o plano e contratar uma assessoria jurídica especializada para orientá-los. A CBC, que em junho passou a deter 16,8% das ONs, não pôde votar. Como ela é concorrente da Taurus, o Cade suspendeu seus direitos políticos.

Ilustração: Beto Nejme/Grau180.com


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais assembleia fraude balanço ação de responsabilidade Taurus Fernando Estima comitê especial Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Laços de família
Próxima matéria
Charge do mês




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Laços de família
A CVM obrigou o Banco Sofisa a fazer uma OPA, nos moldes da Instrução 361, em até 60 dias contados a partir de 20 de maio....