CVM impede Marcelo Bastos, dono da RJCP, de negociar valores mobiliários

19/12/2014

Captação de recursos/Seletas / 19 de dezembro de 2014
Por 


Por cinco anos, o empresário Marcelo Bastos, dono da RJCP, ficará impedido de atuar, direta e indiretamente, como investidor em qualquer mercado organizado de valores mobiliários. A punição foi anunciada no dia 19 de dezembro, após julgamento realizado na CVM. De acordo com a autarquia, Bastos manipulou o mercado ao criar demanda e preços artificiais das ações da Marambaia Energia Renovável. Pelo mesmo delito, a Metynis Participações, que também pertence ao empresário, deverá pagar multa de R$ 500 mil.

O processo começou em 2009, quando chegou ao regulador a reclamação de que pessoa ligada à administração da Marambaia estava negociando ações da companhia. A movimentação contrastava com o histórico de liquidez do papel e também com o fato de a empresa não apresentar demonstrações financeiras atualizadas. As investigações apontaram que Bastos, sócio e executivo da Marambaia, era quem estava por trás dos negócios. O empresário até participava de fóruns na internet e concedia entrevistas para criar um noticiário positivo em torno da companhia.

O episódio da Marambaia representa uma pequena parte do imbróglio de Marcelo Bastos na CVM. O executivo inflou o preço das ações até que sua participação na empresa atingisse R$ 4 milhões. Depois disso, integralizou-as ao capital da RJCP, companhia de participações criada por ele mesmo e que também é alvo de investigações de manipulação de mercado. Tanto a autarquia quanto o Ministério Público Federal apuram os indícios de que Bastos, mais uma vez, forjou uma liquidez inexistente.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM RJCP CAPITAL ABERTO mercado de capitais manipulação de mercado Marcelo Bastos Marambaia julgamento Metynis Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Muito mais que um ofício
Próxima matéria
Morte e vida severina, vida e morte contabilina



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Muito mais que um ofício
A Superintendência de Relações com Empresas (SEP) da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou, no último...