Compra “involuntária” de R$ 60 milhões



A Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC) passou a deter 52,5% das ações da Forjas Taurus, após capitalização terminada em 21 de julho. Na operação, foi praticamente a única participante, desembolsando mais de R$ 60 milhões pelos novos papéis. A CBC já vinha ampliando sua participação por meio de compras em bolsa; em junho, atingiu 15,6% do capital votante. O estatuto social da Forjas Taurus obriga a realização de uma oferta pública de aquisição de ações (OPA) pelo acionista que adquirir 20% ou mais de qualquer espécie ou classe de ação. A oferta não foi realizada, entretanto, porque um artigo do documento dispensa a OPA caso a participação tenha sido fruto de “aquisição involuntária”. O estatuto não informa quais situações se encaixam nessa categoria, mas a compra de ações no aumento de capital foi enquadrada como tal. Os minoritários da Forjas Taurus têm motivos para se aborrecer: além de não terem podido vender as ações pelo maior preço pago pela CBC nos últimos 12 meses, como prevê o estatuto, acabaram diluídos.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais poison pill OPA Forjas Taurus CBC Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
A quadratura do círculo
Próxima matéria
Ampliando o público



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
A quadratura do círculo
É impossível construir, com régua e compasso, um quadrado cuja área seja rigorosamente a mesma de um determinado círculo....