Bolachas estragadas (Triunfo)

Companhia de infraestrutura vive as dores da diversificação, com despesas e dívidas

Captação de recursos / Alta & Baixa / Edição 135 / 1 de novembro de 2014
Por 


baixaQuem compra os papéis da Triunfo Participações e Investimentos adquire um pacote de investimentos em infraestrutura. Neste ano, ele não rendeu: a ação acumulava perda de 38% até o último dia 10. O agrupamento pode ser visto como uma fragilidade, já que normalmente o próprio investidor gosta de montar sua estratégia de diversificação de risco.

Mas a Triunfo montou a dela, unindo os interesses de seus controladores: a holding THP (55,4%) e a BNDESPar (14,8%). Fundada em 1999, a companhia está presente em nove estados e atua nos segmentos de concessão rodoviária — responsável, no segundo trimestre, por 57% de suas receitas —, administração de aeroportos (leia-se Viracopos), gestão portuária e geração de energia. Ela acabou de descontinuar seus investimentos em cabotagem.

Neste ano, o setor que exibiu a melhor performance foi o de energia: no primeiro trimestre, registrou margem Ebitda de 87,2%. As receitas de venda cresceram 83,6% na segunda metade de 2013 e, agora, a área responde por 15% da receita líquida total. Os ganhos foram possíveis com o início da operação da usina hidrelétrica no rio Canoas num momento particularmente favorável, graças aos preços bastante altos praticados no mercado de venda à vista. E a companhia continua investindo no setor: em agosto, assumiu a concessionária da hidrelétrica de Três Irmãos, em São Paulo.

baixa2Há bolachas, porém, que estragam o pacote, com gastos altos e dívidas. Uma delas é a administração de rodovias. O incremento no tráfego (4,4%) e o reajuste nas tarifas dos pedágios (4,6%) elevaram em 34% as receitas oriundas de concessões no segundo trimestre. Isso, no entanto, não compensou as despesas (excluindo custos de construção e provisão para manutenção, depreciação e amortização), que subiram 14,1%.

Outro exemplo: no segmento portuário, o volume da movimentação de contêineres caiu 1,9% no acumulado dos primeiros oito meses de 2014. No segundo trimestre, o Ebitda ajustado do setor caiu 12,2%, enquanto a alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda anual) subiu para 2,21 vezes, contra apenas 0,83 vez no período anterior. Já em Viracopos, o transporte de passageiros galgou 5,5% — um reflexo positivo da Copa —, enquanto a movimentação de carga recuou 9,4%. A receita líquida total com o aeroporto se expandiu 7,3% entre o primeiro e o segundo trimestre. Só que a alavancagem passou de 9,4 para 10,3 vezes no mesmo período.


A escolha das companhias para esta seção é feita a partir de um levantamento da Economática com a oscilação e o volume negociado mensalmente por ações que possuem giro mínimo de R$ 1 milhão por dia. A partir daí, são escolhidas aquelas que se destacam pelas variações positivas e negativas nos últimos seis meses.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais geração de energia alavancagem hidrelétrica Triunfo pacote de investimentos bolacha estragada concessão rodoviária administração de aeroportos gestão portuária rio Canoas Três Irmãos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
A Bolsa de Hong Kong errou ao negar o IPO do Alibaba?
Próxima matéria
Caminho pedregoso (Banco do Brasil)




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
A Bolsa de Hong Kong errou ao negar o IPO do Alibaba?
SIM NÃOAlém de prejudicar seus sócios, privou o mercado local de recursos importantesAcertou...