Beneficiamento de ações (Kepler Weber)

Caos logístico gera oportunidade única para empresa de armazéns agrícolas

Alta & Baixa/Captação de recursos/Edição 122 / 1 de outubro de 2013
Por 


 

Neste ano, as ações da Kepler Weber acumularam alta de 88,5% até 6 de setembro. Explica-se: a empresa de equipamentos para armazenagem, beneficiamento e movimentação de grãos fechou o primeiro semestre com lucro recorde de R$ 17,3 milhões, 334,6% superior ao registrado no mesmo período de 2012.

A maior companhia do setor no Brasil — tem 60% de participação de mercado — e quarta maior do mundo aproveita o bom momento do agronegócio, mas vai além. O boom da Kepler Weber foi catapultado pelo caos logístico que acompanhou a supersafra de grãos de 2012: filas quilométricas de caminhões parados, portos entupidos, grãos em apodrecimento, e entregas atrasadas.

O Brasil gosta de se intitular o celeiro do mundo, entretanto oferece pouca infraestrutura ao agricultor. Apenas 14% das fazendas nacionais têm silo próprio, contra 65% das americanas e 40% das argentinas.

Por causa do caos logístico, a armazenagem ganhou prioridade no apoio financeiro federal. O objetivo é ampliar a atual capacidade estática de 144 para 166 milhões de toneladas. A União vai investir R$ 730 milhões na construção de 21 armazéns públicos e criou linha de financiamento de R$ 5 bilhões para a edificação de silos particulares, com juros de 3,5% anuais e pagamento em 15 anos (três anos de carência). O governo também atendeu a uma reivindicação antiga da Kepler: abrir linha de crédito para as obras civis complementares ao silo — por exemplo, a estrada que o conecta ao resto da fazenda.

A ação do governo impulsionou as vendas da Kepler Weber, que cresceram 110% no primeiro semestre de 2013, em comparação a igual período do ano passado. A carteira de pedidos está 80% maior do que em 2012, o que indica um segundo semestre também de resultados positivos.

Bruno Piagentini e Marco Aurélio Barbosa, analistas da Coinvalores, são otimistas com as chances de expansão da empresa em um novo segmento: o de terminais de armazenagem de granéis sólidos (grãos, cimento, papel, minérios, açúcar, etc.). Esses terminais, com silos e outras estruturas, serão implantados ao longo de rodovias, ferrovias e portos em construção ou a construir, no âmbito do programa de logística do governo e dos investimentos que serão feitos a partir da Medida Provisória 595 — a MP dos Portos. A companhia tem 3,7% deste mercado e espera chegar a 2017 com 6%.

Diante de dados tão positivos, fica difícil imaginar que a Kepler Weber quase fechou as portas em 2007, quando carregava dívidas de R$ 500 milhões. Após um doloroso processo de reestruturação financeira, em 2010 ela começou a recuperar clientes perdidos. Desde então, só tem motivos para comemorar.

  • A escolha das companhias para esta seção é feita a partir de um levantamento da Economatica com a oscilação e o volume negociado mensalmente por ações que possuem giro mínimo de R$ 1 milhão por dia. A partir daí, são escolhidas aquelas que se destacam pelas variações positivas e negativas.

Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Kepler Weber CAPITAL ABERTO mercado de capitais armazéns agricultura Bruno Piagentini Marco Aurélio Barbosa MP dos Portos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Vida dura (Viver)
Próxima matéria
Bolsa endurece regulamento para emissores



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Vida dura (Viver)
Com duas moedas de 10 centavos é possível comprar uma ação da Viver. O papel da construtora, que em 2007 chegou a valer...