Braskem quer atrair fundos verdes no exterior

Captação de recursos/Temas/Edição 72 / 1 de agosto de 2009
Por 


Integrante do Índice de Sustentabilidade da BM&FBovespa desde sua primeira edição, a petroquímica Braskem quer agora conquistar os fundos de investimentos socialmente responsáveis (SRI, na sigla em inglês) dos mercados europeu e norte-americano. Para isso, a companhia pretende fazer roadshows específicos para esse público e mostrar as ações que tem implementado para inserir a sustentabilidade em suas estratégias de negócio.

A Braskem começou a perceber o interesse de fundos de sustentabilidade estrangeiros na companhia, principalmente após o lançamento, em 2007, do seu polietileno verde. Produzido a partir do etanol de cana-de-açúcar, é o primeiro a ser certificado como de origem 100% renovável. “O desenvolvimento desse produto chamou a atenção dos investidores estrangeiros e se tornou um grande diferencial. Chegamos até mesmo a receber consultas por parte do fundo Generation, criado pelo Al Gore, que visa a investir em empresas com práticas sustentáveis”, afirma Luciana Ferreira, diretora de relações com investidores da Braskem.

Os roadshows para aproximação com os fundos de sustentabilidade estão previstos ainda para este ano. Na Europa, a companhia pretende conversar com gestores na Suíça e na Suécia. Além disso, deve passar também por Chicago, Boston e Inglaterra, locais em que há grande concentração de fundos de sustentabilidade, segundo a executiva. Para mapear os fundos, a Braskem usou informações providas por seu banco depositário de ADRs sobre o perfil dos fundos que adquirem esse tipo de recibo. “Quando estudamos melhor o assunto, percebemos que havia um universo grande de gestores dedicados a ações de empresas sustentáveis, principalmente na Europa e nos Estados Unidos”, destaca Luciana.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Braskem bmfbovespa Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Supervisão à inglesa
Próxima matéria
SulAmérica prepara manual para conselheiros



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Supervisão à inglesa
Um dos grandes desafios do nosso mercado envolve a regulação e a fiscalização de operações de fusões e aquisições....