Petrobras ultrapassa Ambev em valor de mercado na B3

Os principais acontecimentos para o mercado de capitais na semana de 7 a 11 de maio

Semana / Bolsas e conjuntura / 11 de maio de 2018
Por 


Ilustração: Julia Padula

– Na quinta-feira, dia 10, a Petrobras ultrapassou a Ambev em valor de mercado na B3, tornando-se a empresa mais valiosa da bolsa brasileira. As ações preferenciais da Petrobras valem hoje 510% a mais do que no início de 2016, quando os papéis atingiram o piso de 6,70 reais. Já as ações ordinárias da companhia valorizaram 381% nesse mesmo período. A novidade coincide com uma boa notícia para os sócios: a Petrobras registrou, no primeiro trimestre de 2018, lucro líquido de 6,96 milhões de reais, alta de 56,4% em comparação ao mesmo período do ano passado. Com isso, a estatal volta a distribuir dividendos — o último pagamento aconteceu em 2013.

08.05

– Ministério Público do Distrito Federal (MPDF) abre inquérito para apurar suposto vazamento de dados de 300 mil clientes do Banco Inter, que abriu o capital no fim de abril. Na semana passada, a instituição negou que hackers pudessem ter acessado dados sigilosos de seus clientes. O MPDF pede que a investigação seja comunicada ao Banco Central e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

– Neoenergia pede instauração de procedimento arbitral na Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM) que vai se debruçar sobre questões relacionadas a um acordo de investimento assinado com a Eletropaulo em abril. O pacto previa que a Neoenergia poderia comprar até todos os papéis de uma emissão de ações em preparação pela Eletropaulo e posteriormente apresentaria uma oferta pela aquisição até da totalidade da companhia. A Eletropaulo, entretanto, cancelou a oferta após receber proposta de aquisição melhor feita pela Enel.

– Câmara dos Deputados aprova medida provisória (MP) 810, que modifica a Lei do Bem, voltada à concessão de incentivos para empresas de tecnologia da informação e comunicação. O texto seguirá para o Senado Federal, que tem até 25 de maio para aprová-lo. O projeto amplia de três meses para 60 meses o prazo para as empresas comprovarem que reinvestiram parte do seu faturamento bruto em pesquisa, desenvolvimento e inovação (P&DI).

09.05

– De acordo com boletim da Anbima divulgado nessa data, em abril, os IPOs lideraram as captações de recursos das empresas brasileiras via mercado de capitais. As três operações realizadas neste ano (Hapvida Participações e Investimentos, Intermédica e Banco Inter) movimentaram 6,8 bilhões reais — o valor é praticamente o dobro do registrado no primeiro quadrimestre de 2017 (3,5 bilhões de reais).

– Conselho de administração do Banco do Brasil revisa política de remuneração aos acionistas. Neste ano, em vez de distribuir aos sócios o dividendo mínimo obrigatório previsto na Lei das S.As, de 25% de seu lucro líquido anual, o banco irá distribuir entre 30% e 40%. O BB também pagará 595,91 milhões de reais aos acionistas na forma de juros sobre o capital próprio.

– Ambev registra lucro líquido de 2,52 bilhões de reais no primeiro trimestre de 2018, resultado 14,4% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

10.05

– Antiga Gradiente, IGB Eletrônica informa que, por falta de pagamento de anuidades, terá suas ações deslistadas da B3 a partir de 11 de junho. Até 8 de junho, os papéis serão negociados exclusivamente por meio de leilão.

– Arezzo registra lucro líquido de 27,1 milhões de reais no primeiro trimestre do 2018, crescimento de 22,3% em comparação a igual período de 2017. A companhia pretende que, ainda neste ano, 10% de suas vendas totais venham do segmento online — inicialmente, essa meta estava prevista para 2020.

11.05

– Lucro líquido consolidado da Natura cai 87,1% no primeiro trimestre de 2018 em comparação a igual período do ano passado, para 24,4 milhões de reais. Nesse mesmo intervalo, seu Ebitda consolidado atingiu 318,9 milhões de reais, retração de 12,5%.

– Apple e Goldman Sachs planejam lançar em parceria um cartão de crédito, de acordo com informações do The Wall Street Journal. É possível que o lançamento ocorra já começo do próximo ano.

– Ações da EDP Energias do Brasil sobem 11% na B3 com a expectativa de que uma possível aquisição do controle da portuguesa EDP pela China Three Gorges (CTG). A companhia brasileira vale cerca de 8 bilhões na bolsa.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Como tornar um CRA “verde”
Próxima matéria
CEOs felizes



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Leia também
Como tornar um CRA “verde”
Muito se fala a respeito dos certificados de recebíveis do agronegócio (CRAs) e dos títulos verdes (green bonds)....