Bolsa prepara Índice social

Captação de recursos / Edição 11 / Temas / 1 de julho de 2004
Por 


A Bovespa se prepara para lançar no início do próximo ano o seu Índice de Responsabilidade Social, o primeiro no mundo a ser divulgado por uma bolsa de valores. O indicador será composto por 40 empresas, selecionadas a partir de critérios em que pesem a liquidez dos papéis, o percentual de ações em circulação em mercado e as respostas a um questionário sobre as relações da companhia com funcionários, acionistas, meio ambiente e a comunidade.

Ricardo Nogueira, superintendente de operações da Bolsa, explica que a seleção a partir de critérios de liquidez visa tornar o índice replicável pelas carteiras dos fundos. “Não adianta a empresa ter responsabilidade social, mas os investidores não conseguirem movimentar os papéis”, afirma.

O processo de seleção das companhias para composição do índice começará por uma lista das 150 ações mais líquidas do pregão. Todas elas receberão um questionário com uma série de perguntas relacionadas a suas práticas de responsabilidade social. As questões terão pesos distintos no cálculo final e estarão adaptadas ao segmento de cada companhia. Aspectos relativos a meio ambiente, por exemplo, estarão presentes apenas no questionário do ramo industrial. Haverá também questões eliminatórias.

Feito o cálculo da nota para cada empresa, as 40 primeiras serão eleitas para compor o índice. A partir daí, será feita a ponderação pelo total de ações em circulação no mercado (free float) de todas elas. A pesquisa será coordenada pela Fundação Getúlio Vargas, que compõe o comitê de avaliação com nove outras entidades.

A partir de uma base de 150 empresas, a Bolsa pretende lançar um índice que contemple companhias não registradas no Ibovespa. “Queremos estimular as boas práticas sociais também entre as empresas menores”, diz Nogueira.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Índices de ações Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Governança com incentivo fiscal
Próxima matéria
A realidade da desgovernança




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Governança com incentivo fiscal
No dia 17 de junho, o comitê executivo do Plano Diretor do Mercado de Capitais (PDMC) levou ao governo uma série de propostas...