Bolsa fala de conselho para empresas fechadas

Captação de recursos/Temas/Edição 69 / 2 de maio de 2009
Por 


O conselho de administração é um dos assuntos em que as empresas mais sentem dificuldade no processo de abertura de capital. Qual o melhor momento para se montar um conselho? Vale a pena criar o órgão mesmo quando o IPO é um sonho distante? Para responder a questões como essas, a BM&FBovespa vai realizar dois encontros — um em maio e outro em junho —, unindo empresas de capital fechado com conselheiros de administração.

O intuito do projeto é esclarecer as dúvidas por meio de relatos de experiências bem-sucedidas nessa seara. “A participação nos eventos será restrita a poucas empresas, para que o aproveitamento seja otimizado”, conta Cristiana Pereira, diretora de Relações com Empresas da Bolsa. Os encontros, com datas e participantes a serem definidos, serão organizados na forma de cafés da manhã. O primeiro terá conselheiros de companhias abertas, que contarão experiências vividas durante o IPO. O segundo, conselheiros de companhias fechadas, com foco na importância de se ter um conselho bem estruturado antes da abertura de capital.

A necessidade de informações sobre o tema foi detectada numa pesquisa feita em meados de 2008, junto a algumas empresas que abriram capital em 2006 e 2007. Nas questões referentes ao órgão máximo de administração, descobriu-se que 48% das empresas não tinham conselho antes da abertura de capital e 28% precisaram realizar modificações, como alteração da quantidade de integrantes, substituição de membros ou eleição de conselheiros independentes.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  conselho de administração Abertura de capital/ IPO Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Cerco aos hedge funds
Próxima matéria
FIPs interferem em empresas antes de investir



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Cerco aos hedge funds
Crises têm em comum o fato de, geralmente, serem seguidas de medidas regulatórias que visam a adequar o sistema jurídico...