Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


As tão aguardadas normas contábeis internacionais, que tornarão mais realistas os balanços das nossas companhias, são, finalmente, uma realidade no Brasil. A partir deste ano, todas as sociedades anônimas e as limitadas de grande porte terão de apresentar suas demonstrações contábeis conforme o novo padrão, mais moderno, mais desafiador e providencialmente capaz de conectar os nossos balanços com os do resto do mundo.

Desafiador porque, além de ser novo, o padrão internacional requer um modelo mental completamente diferente para ser executado e compreendido. No lugar das regrinhas para tudo, os International Financial Reporting Standards (IFRS) são baseados em princípios que dependem de conhecimento e interpretação para serem bem utilizados. Isso muda a vida e as perspectivas não só dos contadores de hoje e de amanhã, mas também das equipes envolvidas com as operações que lastreiam os números exibidos nos balanços.

Será uma nova realidade para quem está dentro e fora das empresas: os executivos de relações com investidores (RI), os analistas, os gestores de recursos, os advogados, os consultores, os jornalistas, e quem mais tiver de interagir com as normas internacionais, apesar de não ser contador, controller ou auditor. Foi pensando nesses profissionais que preparamos este guia, elaborado na forma de perguntas e respostas e dividido de modo a facilitar a leitura e a consulta.

Para realizar o trabalho, contamos com a dedicação do professor Eric Martins, da Fipecafi, e de uma pequena tropa de experts por ele escolhidos, que escreveram e reescreveram o conteúdo aqui apresentado até torná-lo o mais didático possível. Assim, esperamos facilitar a vida do nosso leitor que, pressupomos, possui os conhecimentos básicos de contabilidade, requeridos no dia a dia das suas profissões, mas ainda não teve tempo ou oportunidade de decifrar o novo padrão contábil e entender os seus impactos nas informações financeiras das companhias brasileiras. A primeira safra de balanços integralmente em IFRS chega ao público até o fim de março. Esta, portanto, é a última chamada para se familiarizar com os caminhos que a contabilidade brasileira começa a trilhar.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IFRS normas contábeis internacionais Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Choque de cultura
Próxima matéria
Uma cultura de transformação na jornada pelos IFRS




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Choque de cultura
Em operações de compra de participação acionária em empresas familiares, tanto os investidores quanto as famílias controladoras...