À mercê do improvável

Uma provocadora abordagem filosófica sobre os alicerces da natureza humana, da teoria econômica e das finanças

Prateleira/Temas/Edição 61 / 1 de setembro de 2008
Por 


Antes da descoberta da Austrália, a “civilização” estava convencida de que todos os cisnes eram brancos. Afinal, as evidências empíricas “demonstravam” essa tese de forma inquestionável. O encontro do primeiro espécime de cisne negro no país da Oceania mostra como é limitada a construção de conhecimento por meio de observações ou experiências (processo empírico). Bastou uma única observação para invalidar uma teoria que persistiu por anos! Essa metáfora ilustra o tema central da obra de Nassim Taleb, sobre o impacto de eventos altamente improváveis em nossas vidas e nossos alicerces filosóficos para explicar o funcionamento do mundo.

Por definição, cisnes negros são imprevisíveis. Causam efeitos impactantes e, após sua ocorrência, encontramos um meio de explicá-los e torná-los menos aleatórios. A natureza humana tem dificuldade em lidar com o aleatório. Fatiamos e sintetizamos os problemas para termos a impressão confortante de que a vida não está sujeita ao mero acaso. Como aceitar que eventos, como o 11 de setembro ou crises financeiras, podem acontecer?

Mais que uma obra sobre finanças ou mercados, o autor trata da filosofia silenciosa que permeia nossa relação com o mundo. Tendemos a associar probabilidades aos eventos conforme uma curva de Gauss (em forma de sino), embora haja evidências de que ela não funciona adequadamente em várias situações, e é justamente nelas que aparecem os cisnes negros. Imagine que, ao analisarmos os retornos do mercado acionário americano nos últimos 50 anos, dez dias representaram metade dos retornos.

O autor enfatiza alguns exemplos práticos de exposição aos cisnes negros na teoria tradicional de economia e finanças. Todos os bancos gerenciam risco através de modelos baseados em continuidade de mercados e distribuições de probabilidade, conforme observações do passado (VaR, ou Value at Risk). Em outras palavras, atribui-se um risco quase nulo à ocorrência de um cisne negro, o que nos permite a confortável sensação de que podemos ignorá-lo, já que “nunca vai acontecer”. Um passeio pelo cemitério de hedge funds famosos (Long Term Capital Management) ou mesmo bancos (Bear Sterns) deveria servir de alerta à chamada gestão de risco moderna.

Não é surpresa que o autor seja considerado um pária em círculos acadêmicos elevados. Ele já se engajou em várias discussões acaloradas com prêmios Nobel, como Robert Merton e Myron Scholes, ilustrando o eterno debate entre praticantes e acadêmicos — o autor foi operador de derivativos, antes de virar filósofo. Aos de mente aberta, a obra provocará uma reflexão interessante, depois de descontado o fervor iconoclasta do autor. No entanto, ela dedica um tempo exagerado na desconstrução da teoria, sobrando pouco tempo para sugerir uma visão alternativa. De forma geral, ele propõe que, uma vez que não podemos prever o acaso, devemos nos concentrar em o que fazer se ele ocorrer. Isto é, não percamos tempo avaliando a probabilidade de um terremoto em São Francisco; foquemo-nos no que fazer caso isso aconteça. Soa interessante como plano de contingência, mas tem aplicação limitada no dia-a-dia.

A Lógica do Cisne Negro
Nassim Nicholas Taleb
Editora Best Seller
464 páginas
1ª edição – 2008


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Nassim Nicholas Taleb A Lógica do Cisne Negro Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Um agradecimento aos fatos
Próxima matéria
Espírito público e inovador



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Leia também
Um agradecimento aos fatos
Fazer uma cobertura do mercado de capitais com conhecimento e profundidade, a partir de abordagens originais embaladas num texto...