A arte de escolher empresas

Gestão de Recursos/Editorial/Especial Entrevistas - Private Equity/Temas / 1 de agosto de 2012
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


É preciso ter visão aguçada. De preferência, enxergar um horizonte distante sem ilusões. Conhecer bem a economia do país e o setor em que a empresa atua. Escarafunchar seus números. Conversar exaustivamente com os administradores. Fazer projeções. Duvidar de todas elas. E, ao fim do trabalho, encher-se de coragem para responder à pergunta fatal: vale a pena investir?

Assim vivem os gestores de private equity. Eles farejam oportunidades a todo o tempo. Negociam veementemente os preços das fatias adquiridas. Trabalham para que os lucros surjam como planejado. Apaziguam os nervos de cotistas descontentes. Anseiam pela gloriosa tacada que pagará a conta dos equívocos. Para desempenhar a tarefa, é sempre bom ser versado em números, claro, mas isso não é suficiente. O essencial mesmo é entender de pessoas — gente que administra, inventa, decide; gente que aspira a novos produtos ou serviços; gente que escolhe consumir ou não. São elas, afinal, que definem os rumos dos negócios.

Foi em homenagem à arte de escolher empresas que decidimos fazer esta edição especial — uma coletânea de entrevistas com gestores de private equity de diferentes regiões do planeta sobre suas experiências e perspectivas, percepções da economia e dos negócios, seus fracassos e acertos, desafios e estratégias. Do Brasil que dribla os preços altos e a concorrência à Índia que tenta recuperar seu status de emergente cobiçada. Da Rússia com seu perturbador histórico de corrupção à Austrália movida por um otimismo de dar inveja. Do Sudeste Asiático com sua jovialidade promissora à Europa que se contorce entre um passado rico e um presente endividado. Nas próximas páginas, embarque conosco nessa viagem pelo mundo dos gestores de capital de risco. Boa leitura.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  private equity Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Freada pela China
Próxima matéria
Uma boa história



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Freada pela China
Depois de figurar como uma das principais responsáveis por aquecer a atividade econômica brasileira na última década,...