Vale pode ser multada em até 20% de sua receita bruta pela Lei Anticorrupção

Os principais acontecimentos para o mercado de capitais na semana de 26 de fevereiro a 1º de março



Ilustração: Julia Padula

Na quarta-feira, 27 de fevereiro, a Moody’s retirou o grau de investimento da Vale devido às incertezas geradas pelo desastre em Brumadinho (MG). As debêntures de infraestrutura da mineradora foram rebaixadas, em escala global, do primeiro nível no grau de investimento da agência para nível especulativo. Além disso, na quinta-feira, 28 de fevereiro, o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia, Alexandre Vidigal de Oliveira, anunciou que a Vale será investigada em processo administrativo — caso seja considerada culpada, a empresa poderia sofrer multa de até 20% de seu faturamento bruto em 2018 (o que representaria cerca de 25 bilhões de reais). O objetivo é apurar se a empresa atuou para dificultar a fiscalização do governo em barragens da mineradora, bem como facilitar o licenciamento para seu funcionamento.

25.02

– Em entrevista à rede americana CNBC, Warren Buffett diz que a Berkshire Hathaway não pretende alterar sua participação na Kraft Heinz, vendendo ou comprando ações da companhia, que sofreram considerável queda na semana passada.

– Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abre prazo de 15 dias para a Raízen Energia se manifestar em investigações na área comercial a respeito da Petrobras. A companhia deve prestar informações envolvendo inquérito administrativo aberto pela Superintendência-Geral do Cade.

26.02

– Conselho de administração da Petrobras decide não reajustar salários da diretoria da companhia, conforme comunicado do presidente, Roberto Castello Branco, endereçado aos funcionários.

– Grupo Raia Drogasil assina acordo para aquisição da rede Onofre, controlada pela americana CVS Health. Segundo informações do jornal Valor Econômico, a aquisição foi feita sob um valor simbólico. A operação ainda depende de aprovação do Cade.

28.02

– Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprova a venda das operações brasileiras da 21st Century Fox para a The Walt Disney Company. No entanto, a autarquia impôs como restrição que a Walt Disney se desfaça do canal Fox Sports, por considerar que poderia haver concentração no mercado de canais esportivos por assinatura.

– Economista Roberto Campos Neto é empossado por Jair Bolsonaro ao cargo de presidente do Banco Central, que tem status de ministro.

– Superintendência de Relações com Empresas (SEP) da CVM divulga ofício circular com orientações a emissores sobre procedimentos que devem ser observados no envio de informações periódicas e eventuais. São abordados no documento diretrizes sobre pedidos de registro com análise reservada, contratos de indenidade, transações com partes relacionadas, remuneração dos administradores e a divulgação do Informe CBGC.

01.03

– Multiplus, empresa de fidelidade da Latam, informa que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) concedeu registro para a oferta pública de aquisição de ações (OPA) para fechamento de capital da companhia. O leilão será realizado em 1º de abril na B3. As ações serão compradas pela empresa a 26,84 reais.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Governança corporativa
Próxima matéria
Gafisa em ruínas



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
Governança corporativa
O que é governança corporativa? Nos últimos anos, a expressão governança corporativa ganhou as páginas dos jornais...