Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Interpretação da CVM sobre venda de unidades de hotéis está correta
21/5/2014

A crescente oferta de venda de unidades imobiliárias em hotéis em construção, acopladas a contrato de locação, mediante o recebimento de uma renda variável, fez com que a CVM, a meu ver acertadamente, tenha configurado a aludida operação como oferta de contrato de investimento coletivo.

Independentemente da estrutura adotada pelos empreendedores, a CVM entende que os contratos celebrados com os adquirentes dessas unidades asseguram a eles o direito de participar nos resultados do empreendimento, configurando, assim, a oferta pública de valor mobiliário de que trata o inciso 9, do artigo segundo, da Lei 6385/76. Registro que a CVM tem se disposto a discutir com os empreendedores uma solução que não prejudique a concretização do negócio.

Com efeito, como demonstra a decisão proferida pelo colegiado da autarquia, já divulgada em seu site, a CVM dispensa o ofertante de registro, assim como a própria oferta, desde que determinadas premissas necessárias à adequada proteção ao investidor sejam observadas.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.