Incentivo à entrada de empresas de médio porte e pessoas físicas na bolsa

18/6/2014

Sem categoria / 18 de junho de 2014
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Geraldo Soares*/ Ilustração: Julia Padula

No último dia 16, o ministro da Fazenda divulgou medidas de estímulo ao mercado de capitais, que focaram a capitalização das empresas de porte médio, a atração das pessoas físicas, a ampliação das debêntures de infraestrutura e a simplificação das transações na bolsa de valores.

As providências de que eu mais gostei foram: facilitar abertura de capital das empresas de porte médio, inclusive com redução de custo; e isentar de imposto de renda sobre ganho de capital as pessoas físicas que adquirirem ações (diretamente ou por meio de fundos) de empresas listadas em segmento especial de bolsa de valores com valor de mercado inferior a R$ 700 milhões e receita bruta do exercício anterior ao IPO inferior a R$ 500 milhões, entre outros requisitos. Essas deliberações, se adequadamente regulamentadas, podem gerar uma revolução em nosso mercado de capitais, pois contemplam duas frentes: as empresas de porte médio e as pessoas físicas brasileiras.

A quantidade de empresas de porte médio no Brasil é gigantesca e a listagem delas na bolsa possibilitaria que superássemos o numero ínfimo que temos hoje: menos de 400 companhias de capital aberto. Com isso, teremos mais escolhas para investir, comparar e analisar. As empresas listadas são mais analisadas pelos investidores e analistas, o que melhora a gestão das mesmas e, por consequência, desenvolve o País. Os fornecedores, clientes e funcionários delas conhecerão o mercado de capitais, potencializando o número de investidores.

A isenção de imposto de renda para pessoa física em operações de empresas de porte médio desencadeia uma perspectiva excelente para investimentos em bons projetos e de longo prazo. Essa medida pode trazer uma gama de investidores brasileiros relevante para o desenvolvimento de nosso mercado. Precisamos superar, e muito, a faixa de 600 mil acionistas em bolsa de valores.

Se adequadamente implantadas e implementadas, as providências contribuem muito para nosso mercado de capitais!


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  abertura de capital IPO bolsa de valores CAPITAL ABERTO mercado de capitais debêntures de infraestrutura pessoas físicas imposto de renda estímulo Ministro da Fazenda empresas de porte médio Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
As Copas do Mundo da Capital Aberto
Próxima matéria
2nd Thomson Reuters Regulatory Summit



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
As Copas do Mundo da Capital Aberto
É clima de Copa e não deixaríamos esse assunto passar em branco jamais! Os departamentos de análise de grandes bancos...