A ética dos dados

Como as companhias devem atuar para proteger a privacidade das informações a que têm acesso

Customizados / Sem categoria
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


 

17 de maio – 8h15 às 11h

 

Programação

Todos os dias uma infinidade de dados é compartilhada entre as organizações e seus parceiros e clientes. Essa troca, cada vez mais disseminada com a digitalização dos negócios, aumenta a responsabilidade das companhias no que diz respeito à proteção e à manutenção da privacidade das informações a que têm acesso — o escândalo recente envolvendo a transferência de dados do Facebook à Cambridge Analytica tornou o tema ainda mais urgente. Vazamentos de dados, afinal, podem não só prejudicar a reputação das companhias, como colocá-las em apuros perante os reguladores — e não só os do seu país de origem. A partir de maio, companhias integrantes da União Europeia ou outras localidades que processem dados pessoais de cidadãos europeus passam a ter que cumprir a Regulamentação Geral de Proteção de Dados (GDPR, na sigla em inglês), que endurece as penalidades aplicáveis às empresas em caso de vazamento de dados. No Brasil, ainda não há um marco regulatório para a proteção de informações pessoais, mas este é um assunto que vem sendo discutido pelo legislativo. As empresas brasileiras estão preparadas para enfrentar esse cenário regulatório? O que podem fazer para mitigar os riscos de vazamento de informações? Quais são as regulações em desenvolvimento no mundo sobre privacidade de dados e seus impactos sobre os negócios no Brasil? Essas e outras questões serão debatidas nesse encontro. Participe!

 

8h15 às 9h

Café da manhã

 

9h às 11h

Debate

 

Convidados

 

 

Local

Hotel Emiliano

Rua Oscar Freire, 384 – Jardim Paulista, São Paulo

 

 

Informações

   

 

 

Patrocínio

 

 

Realização

 

 



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Corrupção e responsabilidade
Próxima matéria
Competitividade ameaçada?




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Corrupção e responsabilidade
Patrocínio   Em vigor desde 2014, a Lei Anticorrupção (de número 12.846) é inegavelmente um avanço. Porém,...