Bienal do Mercosul

17/09/2013

Sem categoria / 19 de setembro de 2013
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


O Mercosul pode ter problemas, mas a Bienal do Mercosul, que se realiza há 18 anos em Porto Alegre, vai muito bem, conforme constatamos na abertura de sua nona edição, no dia 12 de setembro.

Os esforços para a sua realização mostram muita vitalidade. O evento inaugural teve boa presença de artistas nacionais e estrangeiros, e bom público. Foi a oportunidade de reencontrar Jorge Gerdau no seu “habitat” — ele é o presidente da Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul, que este ano teve o entusiasmo da coordenadora e diretora Patrícia Druck. Incansável, ela fez um trabalho excepcional e dedicou-se com grande sucesso à difícil empreitada, um apoio da comunidade empresarial local.

Coloquei o papo em dia com Jorge, relembrando momentos históricos como aquele em que, como diretor do BIB, eu trouxe as ações da Siderúrgica Riograndense para São Paulo, no que foi um dos fatores marcantes do início da arrancada do grupo no mercado de capitais. Ele está animado com os números da economia farroupilha, que mostram uma boa recuperação em 2013, graças à excelente safra de soja. Lembra, no entanto, que 2012 foi um ano muito ruim.

No mais, visitar a Fundação Iberê Camargo, à beira do rio Guaíba, é sempre um renovado prazer. A bela exposição de Angela Detanico e Rafael Lain, intitulada Alfabeto infinito, vale a viagem! No caminho, pudemos verificar o andamento das obras da arena do Internacional, o Estádio Beira-Rio, que será palco de alguns jogos da Copa do Mundo de 2014. Tem localização privilegiada.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais Beira-Rio BIB Bienal do Mercosul Fundação Iberê Camargo Jorge Gerdau Patrícia Druck Porto Alegre Siderúrgica Riograndense Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Instrução Normativa 1397: essa doeu - Parte I
Próxima matéria
Ativismo do investidor



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Instrução Normativa 1397: essa doeu - Parte I
A Receita Federal, com a recente Instrução Normativa (IN) 1.397, provocou espanto e choque geral. Concebida, gestada...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}