Petrobras inicia processo de venda de Pasadena

Confira os destaques da semana de 5/2 a 9/2

Semana / 16 de fevereiro de 2018
Por 


A Petrobras anunciou ter iniciado o processo de divulgação da venda da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, unidade que tem capacidade para processar 110 mil barris por dia. A companhia recebe propostas de interessados até 23 de fevereiro. Pasadena entrou no noticiário após investigações da Polícia Federal mostrarem que a Petrobras pagou por metade da refinaria 360 milhões de dólares, valor muito superior ao que a Astra Oil havia desembolsado um ano antes para comprar a totalidade do negócio. Posteriormente, Nestor Cerveró, ex-diretor internacional da estatal, confessou que houve desvio de dinheiro na transação.

 

5/2

– Board do Bradesco elege Octavio de Lazari Junior para a presidência do banco. O executivo substituirá Luiz Carlos Trabuco, que fica no cargo até 12 de março. Lazari Junior é graduado em Ciências Econômicas e atualmente atua como presidente da Bradesco Seguros.

– Eletrobras informa ter tomado conhecimento de uma ação civil pública proposta pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Energia no Rio de Janeiro contra a privatização de suas subsidiárias nas regiões Norte e Nordeste. A empresa afirma que o processo corre de acordo com o previsto em lei e que manterá o mercado atualizado sobre o assunto.

 

7/2

– Embraer informa ainda não haver decisão sobre possível negócio com a Boeing. Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, a Boeing apresentou uma proposta de compra à fabricante de aeronaves brasileira, na qual controlaria entre 80% e 90% de uma nova empresa que receberia toda a área de aviação comercial da Embraer.

– CVM concede registro de oferta pública de aquisição de ações (OPA) para cancelamento de registro da Prumo como companhia aberta e saída do Novo Mercado.

– Cade aprova aquisição da Monsanto pela Bayer, com restrições. A análise do órgão identificou a existência de problemas relacionados a efeitos conglomerados, por causa da operação das companhias em mercados correlatos. Dentre as ações sugeridas pelo Cade está o desinvestimento, pela Bayer, em todos os ativos envolvendo sementes de soja e algodão. No mesmo dia, a autarquia também autorizou, com restrições, a compra da Votorantim pela Arcelor Mittal.

– Cade aprova alienação da Petroquímica Suape e da Citepe pela Petrobras. As operações foram adquiridas pela Alpek e devem render cerca de 385 milhões de dólares à Petrobras.

– Assembleia da Hypermarcas aprova alteração da denominação social da empresa para Hypera S.A.

 

8/2

– CSN precifica em 350 milhões de dólares uma oferta de sênior notes com vencimento em 2023 no mercado internacional. Os recursos serão utilizados para recompra de títulos de curto prazo.

– Nippon e Ternium anunciam acordo para encerrar disputas no controle da Usiminas. O pacto prevê, entre outros itens, a indicação do chairman e do presidente executivo de forma alternada entre os dois grupos.

 

9/2

– Assembleia da Brasil Pharma ratifica por unanimidade ajuizamento do pedido de recuperação judicial da companhia, feito em 9 de janeiro.

– Cade é indicado ao prêmio “Melhor Agência das Américas”, título que reconhece os esforços de entidades antitruste para o desenvolvimento na área de defesa de concorrência. O órgão brasileiro já venceu o prêmio em 2011, 2015 e 2017.

 




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
A onda das criptomoedas
Próxima matéria
O futuro da regulação



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Leia também
A onda das criptomoedas
O bitcoin e seus congêneres ganharam uma popularidade inimaginável até alguns anos atrás. Hoje, o sucesso das criptomoedas...