Latam decide fechar capital da empresa de fidelidade Multiplus

Os principais acontecimentos para o mercado de capitais na semana de 3 a 6 de setembro

Semana / 6 de setembro de 2018
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Ilustração: Julia Padula

Subsidiária da Latam, a TAM controla a empresa de fidelidade, com 73% das ações. Para fechar o capital da companhia, a empresa área brasileira pretende fazer uma oferta pública de aquisição (OPA), pagando 27,22 reais por ação, o que exigirá um desembolso de 1,2 bilhão de reais. De acordo com as empresas, o contrato entre a TAM e a Multiplus será encerrado em 31 de dezembro de 2024. Após essa data, os benefícios e pontos dos clientes da TAM serão migrados para o programa de fidelidade Latam Pass, sucessor do programa Lan Pass, da LAN — empresa chilena, que após ser adquirida pela TAM em 2010, deu origem à Latam.

 

03.09

– Conselho de administração da Petrobras convoca assembleia de acionistas para 4 de outubro, que deliberará sobre a eleição de dois membros do board indicados pelo controlador: Durval José Soledade Santos e Ivan de Souza Monteiro, que deve acumular a função com o cargo de diretor-presidente da companhia.

 

04.09

–  Bloomberg noticia parceria comercial secreta entre Google e Mastercard. Segundo a reportagem, por cerca de quatro anos, o Google teria pago para ter acesso a dados de transações de detentores de cartões Mastercard nos Estados Unidos. De posse dessas informações, a empresa de tecnologia monitorava para seus anunciantes se propagandas veiculadas na internet relacionavam-se a compras em lojas físicas.

– Oi anuncia que protocolou proposta de oferta de direitos a suas ações ordinárias, com o objetivo de aumentar seu capital, como previsto em seu plano de recuperação judicial. A operação, que aumentará o capital da Oi em 4 bilhões reais, deve ser concluída até fevereiro de 2019.

– Amazon é a segunda empresa dos Estados Unidos a atingir 1 trilhão de dólares em valor de mercado. Neste ano, as ações da companhia, listada na Nasdaq, acumulam alta de 75%, o que representa um aumento de cerca de 435 milhões de dólares em valor de mercado.

– J&F Investimentos, holding da família Batista, extingue contrato de venda do controle da Eldorado Brasil para a Paper Excellence, uma vez que a operação não foi concluída até o prazo máximo previsto no documento — o dia 3 de setembro. A Paper Excellence não finalizou o negócio porque pré-condições do acordo não foram cumpridas. As empresas vinham discutindo o caso na Justiça, mas após decisão da 2ª Vara Empresarial de São Paulo, o conflito será resolvido por meio de arbitragem.

05.09

– Indicação do economista Carlos Alberto Rebello Sobrinho para direção da CVM é aprovada pelo plenário do Senado Federal por 38 votos a quatro. Rebello desempenhará a função de diretor na autarquia até 31 de dezembro de 2019, fim do mandato anteriormente ocupado por Gustavo Borba, que antecipou sua saída para o próximo dia 11. Rebello participou de sabatina na CVM na terça-feira, dia 4. Na ocasião, ele defendeu a importância do mercado de capitais para a geração de empregos, a redução do custo de observância e a necessidade de o regulador prestar atenção às criptomoedas.

– Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) apresenta minuta da Resolução 21/2018, que estabelece regras para a publicidade de documentos de signatários de acordos de leniência e de termos de compromisso de cessação. De acordo com a autarquia, continuarão a ter acesso restrito documentos que contenham segredo industrial ou que abordem aspectos da atividade empresarial de pessoas físicas ou jurídicas cuja divulgação possa gerar vantagens anticompetitivas. Também permanecerão sigilosos dados de natureza bancária e fiscal, que só poderão ser divulgados com autorização dos lenientes ou por determinação judicial. O objetivo é evitar que a ampla abertura das informações reduza os acordos de leniência e os termos de compromisso.

– Presidente da Uber, Dara Khosrowshahi, afirma que empresa deve fazer IPO em 2019. Estima-se que seu valor de mercado já ultrapasse 62 milhões de dólares.

– Locamerica passa a usar o nome e a marca Unidas, após processo de fusão com a empresa, em dezembro.

 

06.09

– NotreDame Intermédica fecha a compra da operadora de planos de saúde GreenLine por 1,2 bilhão de reais. Com a aquisição, a NotreDame passará a administrar uma carteira de 464 mil usuários, 2 hospitais, 10 pronto-socorros e 9 clínicas médicas pertencentes à GreenLine em São Paulo. O negócio ainda precisa ser aprovado pelo Cade e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

 

07.09

– Diretoria executiva da Petrobras aprova hedge para o preço do petróleo com o objetivo de dar maior flexibilidade à gestão da política de preços da gasolina. O mecanismo permitirá que a petroleira aumente os intervalos dos reajustes no mercado interno, podendo manter o preço do combustível estável por até 15 dias.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM Petrobras TAM Cade Google Locamerica Uber Latam NotreDame Intermédica J&F Investimentos Paper Excellence Mastercard Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Tempo de eleições
Próxima matéria
Charge do mês - Edição 163



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Tempo de eleições
A isenção da tributação de dividendos, considerada um acerto indiscutível no início dos anos 2000, aparece nesta edição...