Governo federal vai privatizar a Eletrobras

Confira os destaques da semana de 21/8 a 25/8

Semana / 26 de agosto de 2017
Por 


No dia 21, o governo federal anunciou sua decisão de privatizar a Eletrobras. A proposta, aprovada pelo conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República, é parte de um pacote do governo que pretende reduzir sua participação em diversas empresas — entre elas a Casa da Moeda. No dia seguinte ao anúncio, as ações da elétrica dispararam, elevando seu valor de mercado em 9 bilhões de reais. As ordinárias fecharam em alta de 49,3%, cotadas a 21,20 reais; já as PNs subiram 32,08%, para 23,55 reais.

 

21/8

– Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e Banco Central instituem grupo de trabalho para a elaboração de um estudo sobre a defesa da concorrência no Sistema Financeiro Nacional (SFN).

– Oi anuncia que seu processo de recuperação judicial foi reconhecido pelo Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, em Portugal.

 

22/8

– Superintendência-geral do Cade emite parecer indicando que a aquisição da Warner pela AT&T não deve ser aprovada da forma como foi apresentada. A avaliação é de que a Warner poderia receber informações privilegiadas do mercado de TV por assinatura por meio da Sky, controlada pela AT&T. Agora, a decisão vai ao tribunal do Cade e deve ser julgada em até 240 dias.

 

23/8

– Conselho de administração da Natura aprova oferta de debêntures com esforços restritos de venda, no valor de 2,6 bilhões de reais. Os recursos serão utilizados para refinanciamento das dívidas da empresa.

– Board da Petrobras afasta temporariamente seu diretor de governança e conformidade, João Adalberto Elek Júnior, após a denúncia de que a área comandada por ele contratou, sem licitação, empresa de auditoria na qual a filha do executivo é funcionária.

– Unipar Carbocloro continuará como companhia aberta após insucesso do leilão da oferta pública de aquisição de ações (OPA). A oferta foi lançada pela controladora, a holding Vila Velha, mas enfrentou a resistência dos minoritários. De acordo com comunicado de fato relevante, nenhuma ação foi adquirida no leilão.

 

24/8

– Gerdau informa que André Bier Gerdau Johannpeter (CEO) e Claudio Johannpeter e Guilherme Chagas Gerdau Johannpeter (vice-presidentes), pertencentes à família fundadora da companhia, deixarão seus cargos na direção executiva para se dedicarem apenas ao conselho de administração. Gustavo Werneck da Cunha, atual diretor da operação Brasil da Gerdau, assumirá a presidência, que, pela primeira vez, será ocupada por um executivo que não é da família controladora.

– Vale deixará nas mãos dos acionistas a decisão sobre a conversão das ações preferenciais remanescentes do processo de migração da companhia para o Novo Mercado. No mesmo dia, a Vale anunciou que uma assembleia geral extraordinária (AGE) acontecerá em 18 de outubro. Uma das matérias da pauta será a eleição de dois conselheiros de administração escolhidos por minoritários. A inclusão de nomes de candidatos no boletim de voto a distância poderá ser feita até 13 de setembro.

– Unidas anuncia oferta de debêntures de 500 milhões de reais. O valor será utilizado para reforço do capital de giro da companhia.

 

25/8

– Marcelo Barbosa é nomeado presidente da CVM, com mandato até 14 de julho de 2022. Dias antes, a indicação do advogado já tinha sido aprovada pelo Congresso Nacional. Barbosa é sócio-fundador do escritório Vieira, Rezende, Barbosa e Guerreiro Advogados.

– Forjas Taurus vira alvo de ação civil pública (movida também contra a União), ajuizada em Recife, por supostos defeitos em armamentos por ela produzidos. O valor da causa é de 45 milhões.

– Conselho de administração da Petrobras aprova a reestruturação societária da BR Distribuidora. O negócio terá três fases principais, sendo a primeira um aporte de 6,3 bilhões.

– JB Duarte informa que a B3 cancelou seu registro de negociação por descumprimento de seu regulamento. A companhia informou que trabalha para reverter a decisão.

 


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Luz no fim do túnel
Próxima matéria
Amparados pela lei




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Luz no fim do túnel
Na semana passada, o governo anunciou que pretende privatizar 57 ativos — entre eles a Eletrobras. A decisão, embora...