BC aprova compra da XP pelo Itaú com restrições

Os principais acontecimentos para o mercado de capitais na semana de 6 a 10 de agosto

Semana/Bolsas e conjuntura / 10 de agosto de 2018
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Ilustração: Julia Padula

– Banco Central (BC) anuncia, na sexta-feira, 10, a aprovação da compra de parte da XP Investimentos pelo Itaú. O banco irá adquirir 30,1% do capital votante da XP. Somadas as ações preferenciais, a fatia do Itaú será de 49,9% do capital total. Para preservar a independência da XP, o BC impôs que o Itaú seja sócio minoritário até 2026 e proibiu que indique executivos para a gestão da plataforma de investimentos. Além disso, por quinze anos, o Itaú não poderá acessar o banco de dados de clientes da XP, bem como influenciar as reuniões do grupo de controle. Em caso de descumprimento do acordo, o Itaú terá de pagar multa de 2 bilhões de reais, e a XP, de 500 milhões.

 

06.08

– Netshoes informa à Securities and Exchanges Comission (SEC) a venda de sua operação mexicana para o fundo de private equity Grupo Sierra Capital. O valor da transação não foi revelado. Em teleconferência a investidores na sexta-feira, 10, Marcio Kumruian, presidente da Netshoes, afirmou que mais mudanças devem ser feitas na operação da empresa. A varejista registrou, no segundo trimestre deste ano, um prejuízo de 38 milhões de reais — a perda é 8,6% maior do que a anunciada um ano antes. A receita líquida também caiu 2,5%, para 450 milhões de reais.

– 3ª Turma do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) começa a julgar a possibilidade de o Itaú fechar conta corrente da corretora de moedas virtuais Mercado Bitcoin. Antes do Itaú, os bancos Santander e Banco do Brasil já haviam encerrado contas da corretora. Quando o Itaú tentou seguir o mesmo caminho, alegando desinteresse comercial na manutenção da conta, a Mercado Bitcoin decidiu acionar a Justiça. Nas duas primeiras instâncias, a corretora perdeu a causa.

 

07.08

– Por meio de sua conta no Twitter, Elon Musk, presidente e fundador da Tesla, diz cogitar fechar o capital da companhia, pagando aos sócios 420 reais por ação.  Após o anúncio, os papéis da Tesla sofreram intensa valorização e, ao final do pregão, valiam 379,59 dólares, aumento de 11% em relação à cotação do dia anterior.

 

08.08

– Em teleconferência, Benjamin Steinbruch, presidente e principal acionista da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), promete vender mais ativos para diminuir o endividamento da empresa. Segundo ele, o objetivo é obter uma desalavancagem de 1,5 bilhão de dólares — o valor considera apenas a redução da dívida líquida pela alienação de negócios e a venda de minério de ferro futuro. A CSN planeja se desfazer de usinas de aço em Portugal e na Alemanha.

 

09.08

– Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abre novo processo sancionador contra Joesley e Wesley Batista, donos da JBS. Juntamente com outras pessoas que integravam o conselho de administração da companhia, eles são acusados de não terem monitorado adequadamente a política de hedge da JBS. Outras duas investigações contra os irmãos — que apuram episódios relacionados a insider trading, manipulação de mercado e abuso de poder de controle — já têm acusações formuladas pela autarquia.

 

10.08

– BRF divulga balanço referente ao segundo trimestre deste ano. No período, a companhia de alimentos apresentou prejuízo líquido de 1,574 bilhão de dólares. A perda foi 848% maior do que a registrada entre abril e junho do ano passado, quando a última linha do balanço ficou negativa em 166 milhões de dólares. Em carta assinada por seu presidente global, Pedro Parente, e pelo vice-presidente global e diretor financeiro da empresa, Lorival Luz, a BRF afirmou que o resultado foi “fortemente impactado por fatores externos, mudanças de mercado, de contexto geopolítico e incertezas do cenário doméstico”.

 

 

A Capital Aberto realizará um curso sobre “Jurisprudência CVM – Conselhos de administração e fiscal”. Clique aqui e saiba mais.



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CSN JBS Itaú Netshoes XP Investimentos BRF Elon Musk Tesla Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Impactos da nova norma de CRA
Próxima matéria
Via Varejo se remodela e ações sobem



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Impactos da nova norma de CRA
No dia 1º de agosto, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) editou a Instrução 600, que regulamenta as ofertas públicas...