“Títulos de coronavírus” captam 151,5 bilhões de dólares

Nova categoria de social bond levanta fundos para o combate à pandemia

Captação de recursos/Reportagens / 5 de junho de 2020
Por 


Imagem: freepik

A crise humanitária e econômica provocada pela pandemia de covid-19 criou um nicho inusitado na categoria de títulos sociais: o de coronavirus bonds”.   

Foram levantados por meio desses papéis 151,5 bilhões de dólares entre fevereiro e maio de 2020, recursos destinados a ações de mitigação dos impactos econômicos e sociais da pandemia. O dado é de levantamento do banco BNP Paribas divulgado pelo The Wall Street Journal.  

 O cenário favorece o fortalecimento do pilar social do tripé ESG, sigla em inglês para aspectos ambientais, sociais e de governança. Antes do estouro da disseminação do novo coronavírus, a ponta ambiental vinha se destacando entre as modalidades de investimento.  

Na atual circunstância, os social bonds têm crescido mais que os green bondsSegundo dados compilados pela International Capital Market Association (ICMA) e divulgados pelo S&P Globalo volume captado por meio de social bonds cresceu 85% entre o início de 2020 e o dia 15 de maio ante igual período do ano passado.   

Já as emissões de green bonds recuaram 46% entre janeiro e maio na comparação com os cinco primeiros meses de 2019.  

Bancos como propulsores 

O crescimento dos social bonds é corroborado por estudos da Morning Star. Em relatório, a consultoria indicou que a emissão de títulos sociais deve ser uma tendência cada vez mais forte em 2020 entre instituições supranacionais, bancos de desenvolvimento, governos e bancos privados.  

De fato, o primeiro impulso para os coronavirus bonds veio da área institucional, em iniciativa da International Finance Corporation (IFC), braço do Banco Mundial. Em março, a organização emitiu um título social no valor de 1 bilhão de dólares para apoiar o setor privado e a preservação de empregos em países em desenvolvimento afetados pela pandemia de covid-19.  

Também em março, o African Development Bank (AfDB) lançou um coronavirus bond de 3 bilhões de dólares, a maior transação dentro da modalidade de social bonds feita em moeda americana no mundo, de acordo com o Institute of Internacional Finance (IIF)  

Entre os investidores privados, o espanhol BBVA foi o primeiro a lançar coronavirus bonds na Europa, com a emissão de 1 bilhão de euros no final de maio. Já nos Estados Unidos, a instituição pioneira foi o Bank of Americacom uma operação de 1 bilhão de dólares também em maio.


Leia também

Racismo entra na pauta de CEOs e instituições financeiras

Como os mercados podem contribuir com a luta contra o racismo

Novo estímulo para os green bonds brasileiros



Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  captação de recursos ESG green bonds Coronavírus social bonds Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
As chaves da sobrevivência na bolsa de valores
Próxima matéria
Racismo entra na pauta de CEOs e instituições financeiras



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
As chaves da sobrevivência na bolsa de valores
Embora já seja quase um clichê, o conceito físico de resiliência é o que representa melhor o farol que gestores...