Jovens são guiados por fatores emocionais ao investir em ativos de alto risco 

FCA, regulador do mercado britânico, alerta para falta de conhecimento aprofundado sobre o mercado de capitais 



Imagem: freepik

Cresce no Reino Unido o movimento de jovens que estão optando por ativos de alto risco sem buscar assessoria especializada. Essa onda, observada também em outras jurisdiçõespreocupa a Financial Conduct Authority (FCA), órgão regulador do mercado de capitais britânico. Segundo o estudo “Understanding self directed investors”, publicado pelo FCA em março, 38% dos jovens investidores desse grupo são motivados por aspectos como desafio em obter altos retornos e satisfação em tomar as próprias decisões. Esses fatores são considerados mais importantes do que os convencionais e funcionais, como poupar para aposentadoria.  

“Grande parte do mercado de capitais atende às necessidades dos consumidores. Mas estamos preocupados com o fato de que alguns investidores estejam sendo tentados — geralmente por meio de anúncios online ou táticas de venda agressivas — a adquirir produtos financeiros de alto risco que provavelmente não serão adequados para eles”, afirma Sheldon Mills, diretor-executivo do FCA, em nota. 

A pesquisa teve quatro estágios, incluindo 550 entrevistas, pesquisas online e observação do comportamento de jovens no ambiente digital. Enquanto os entrevistados afirmam ter grande confiança e conhecimento no mercado de capitais, o estudo mostra que eles entendem pouco sobre os riscos de investir — cerca de 50% não enxergam como risco “perder algum dinheiro”. Quase 78% também afirmam confiar em seus instintos para decidir o momento certo de vender ou comprar ativos e acreditam que há certos tipos de investimento, setores ou empresas que são apostas seguras. 

Contudo, preocupa o número de pessoas que teria o estilo de vida afetado caso sofresse uma perda financeira significativa em seus investimentos — quase dois terços (59%) dos entrevistados. “Os investidores precisam estar cientes de seu apetite por risco, diversificar os investimentos e investir em produtos mais arriscados apenas o dinheiro que podem perder”, completa Mills. 


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  FCA Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
O dilema entre a divulgação e o sigilo de litígios relevantes
Próxima matéria
Como se planejar financeiramente para a terceira idade



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
O dilema entre a divulgação e o sigilo de litígios relevantes
Arbitragem encontro online O dilema entre a divulgação e o sigilo de litígios relevantes Sócios...