Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Grandes corporações americanas frustram meta NetZero
Apenas três companhias receberam nota máxima pelos seus esforços no ranking da ONG As You Sow
Grandes corporações americanas frustram meta NetZero
Pesquisa evidencia o descompasso entre os objetivos estabelecidos por grandes corporações dos Estados Unidos e as metas recomendadas por cientistas da Science Based Targets | Imagem: freepik

Limitar o aquecimento global a 1,5ºC até 2050 para que os piores efeitos da crise climática não se concretizem exige esforços conjuntos dos setores público e privado. E seja por consciência sobre a importância do tema ou para agradar os stakeholders, a cada dia mais as empresas anunciam metas que visam o NetZero — ou, em outras palavras, a neutralização de suas emissões líquidas de gases de efeito estufa. Mas de acordo com o relatório da organização não-governamental As You Sow, grande parte delas não está progredindo a contento.

Entre as 55 maiores companhias americanas, apenas três — Microsoft, PepsiCo e Ecolab — tiveram os seus esforços para redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE) classificados como “A” pela ONG. Cerca de 84% das empresas foram avaliadas com “D” ou “F”.

“Parte do problema é a falta de ambição das empresas”, diz Danielle Fugere, presidente da ONG. “Se todas as decisões da organização não forem orientadas para o NetZero, os progressos serão insuficientes”.

A As You Sow, que busca promover a responsabilidade social no meio corporativo, avaliou em seu relatório três aspectos: o que as empresas revelam sobre suas emissões, quais metas elas estabeleceram para reduzi-las e como têm progredido. O resultado da pesquisa evidencia o descompasso entre os objetivos estabelecidos por grandes corporações dos Estados Unidos e as metas recomendadas por cientistas da Science Based Targets, iniciativa formada pelas Nações Unidas em conjunto com o CDP (Carbon Disclosure Project), a WWF (World Wide Fund for Nature) e o WRI (World Resources Institute).

Cerca de 66% das companhias avaliadas falharam em criar metas capazes de limitar o aquecimento global a 1,5ºC, segundo a As You Sow. Das 35 empresas que possuem algum tipo de meta nesse sentido, apenas 16 tratam efetivamente de emissões de Escopo 1 (emissões diretas) e de Escopo 2 (emissões indiretas, provenientes do uso de energia elétrica).

O cenário relevado pelo relatório é ainda mais preocupante quando o assunto são emissões de Escopo 3, decorrentes da cadeia de suprimento das companhias. Essa categoria de emissões só entrou na mira de duas empresas analisadas: Apple e Microsoft. Já a gigante do setor de petróleo e gás Crevron, que atribui 91% de suas emissões ao Escopo 3, possui metas apenas para os Escopos 1 e 2. A companhia recebeu a classificação “F”.

E para quem acredita que empresas como a Crevron podem se apoiar largamente no mercado de crédito de carbono para compensar suas emissões, a presidente da As You Sow faz um alerta: “não há compensações suficientes no mundo capazes de permitir que as empresas continuem a fazer negócios da mesma forma que hoje”. Por isso, ela recomenda que as companhias promovam iniciativas para reduções de emissões internas e na sua cadeia de fornecimento.

Matérias relacionadas

Onde a consciência ESG dos bancos termina

Economia circular: uma transição necessária

A corrida do setor de energia por alternativas sustentáveis


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.