Energisa e Log reabrem ofertas de ações pela Instrução 400

As ofertas públicas de ações estão de volta. No dia 2 de junho, a Energisa, antiga Companhia Força e Luz Cataguazes-Leopoldina, registrou seu follow-on na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Em seguida, no dia 6, foi a vez da Log Commercial Properties e Participações, subsidiária da MRV …



Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

As ofertas públicas de ações estão de volta. No dia 2 de junho, a Energisa, antiga Companhia Força e Luz Cataguazes-Leopoldina, registrou seu follow-on na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Em seguida, no dia 6, foi a vez da Log Commercial Properties e Participações, subsidiária da MRV Engenharia, iniciar seu processo de IPO. Essas prometem ser as primeiras ofertas de ações pela Instrução 400 em um ano — a última operação do tipo foi a da Par Corretora, que captou R$ 602 milhões ao fazer uma oferta pública inicial em junho de 2015.

Especializada na exploração de galpões logísticos e industriais, a Log adotará um processo de listagem diferenciado. De acordo com o prospecto preliminar, a companhia inicialmente será listada no segmento tradicional da BM&FBovespa, mas com o compromisso de migrar para o Novo Mercado quando atender todas as exigências do segmento. A Log já cumpre boa parte dos requisitos: seu capital é formado apenas por ações ordinárias e o estatuto social prevê tag along de 100% e adesão à Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM). A empresa, entretanto, permanecerá fora do segmento especial até que tenha 25% de suas ações em circulação e 20% de conselheiros independentes.

Energisa_S34_Pt2

A oferta ainda está condicionada a um acordo de subscrição. O prospecto indica que os principais acionistas se comprometem a fazer um aporte de R$ 249,5 milhões, desde que observado um conjunto de condições — entre elas, a de que o IPO totalize pelo menos R$ 600 milhões e que as ações ofertadas atinjam um valor mínimo (o preço não foi divulgado). A injeção de recursos ficará a cargo da MRV, atualmente dona de 37,87% do capital da Log, e de três fundos de investimento: Starwood (30,03%), Conedi (14,86%) e o FIP Multisetorial Plus, do Bradesco (9,9%).

A Log utilizará os recursos captados na oferta para construção e desenvolvimento de empreendimentos, compra de terrenos e reequilíbrio da estrutura de capital. A Energisa, em seu prospecto preliminar, informa que pagará dívidas e reforçará o caixa.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Novo Mercado OPA Energisa oferta de ações Log acordo de subscrição Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Seminário sobre logística e infraestrutura
Próxima matéria
Companhias aderem à transformação digital



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
Seminário sobre logística e infraestrutura