Unit do BTG cai quase 60% e abre oportunidade para fechamento de capital

Os bancos de investimentos estão sempre assediando as companhias em busca de novas operações. Se o mercado está bom, o objetivo é levar mais empresas para o pregão. Em tempos ruins, como os atuais, os banqueiros tentam convencer os empresários a fazer o caminho inverso. A estratégia é aproveitar as …

Seletas / Bolsas e conjuntura / Edição 11 / Reportagem / 11 de dezembro de 2015
Por 


Ilustração: Grau 180.com.

Ilustração: Grau 180.com.

Os bancos de investimentos estão sempre assediando as companhias em busca de novas operações. Se o mercado está bom, o objetivo é levar mais empresas para o pregão. Em tempos ruins, como os atuais, os banqueiros tentam convencer os empresários a fazer o caminho inverso. A estratégia é aproveitar as cotações para o fechamento do capital, mas sem tirar o olho da bolsa — se a bonança voltar, haverá um banco disposto a liderar, novamente, a venda de ações. O roteiro é normalmente conduzido por bancos de investimentos, mas, no caso do BTG Pactual, pode acabar sendo protagonizado por um deles.

De acordo com uma fonte, os banqueiros do BTG estariam esperando as ações caírem a um ponto considerado vantajoso para recomprá-las e sair da bolsa. A informação é plausível. Desde a prisão do fundador, André Esteves, em 25 de novembro, até o fechamento de 9 de dezembro, as units do banco derreteram 57,2% na BM&FBovespa. A baixa fez a relação entre o preço das ações e o valor patrimonial despencar de 4,6 para apenas 2. Além disso, a permanência como companhia aberta só tende a amplificar a crise de reputação.

Paralelamente à oportunidade de fechamento de capital, o BTG prossegue na busca por liquidez. No dia 4, o banco anunciou a ampliação da sua linha de crédito com o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em R$ 6 bilhões. Além disso, continua firme na venda de ativos. Na lista de negociação estão a rede de estacionamentos Estapar, a firma de recuperação de créditos Recovery e as participações acionárias em empresas como a incorporadora imobiliária BR Properties, a Leader (varejo) e a Bodytech (academias de alto padrão).




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  BTG Pactual Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Regra para fundos imobiliários pode desfavorecer investidor não qualificado
Próxima matéria
A dificuldade de financiamento das pequenas e médias empresas na Europa: uma lição para o Brasil



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Regra para fundos imobiliários pode desfavorecer investidor não qualificado
Em fevereiro de 2016, entram em vigor as principais mudanças estipuladas na Instrução 571 da CVM para fundos imobiliários....