Minoritários preparam contra-ataque em fechamento de capital da Prumo

Seletas / Companhias abertas / Reportagem / Edição 61 / 16 de dezembro de 2016
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Os acionistas minoritários da Prumo Logística já se articulam para elevar o preço a ser pago na oferta de fechamento de capital da companhia. A ideia é reunir investidores que somem ao menos 10% dos papéis em circulação, como previsto na Instrução 361, para a convocação de uma assembleia e a encomenda de um contralaudo.

Os minoritários desconfiam que o laudo de avaliação que está sendo produzido pelo Brasil Plural (e deverá ser apresentado ao mercado até o fim do ano) chegará a um preço por ação próximo de R$ 6,69. Esse é o valor anunciado como teto pelo controlador e também o mesmo preço praticado no aumento de capital realizado pela empresa em julho e homologado em outubro. Os investidores, entretanto, estão dispostos a brigar por um preço mais alto. Em dezembro de 2015, quando também tentou realizar uma OPA de fechamento de capital, a administração da Prumo havia se proposto a desembolsar R$ 11,50 por papel.

A articulação é resultado de insatisfação diante do processo de fechamento de capital da Prumo. Segundo os minoritários, a administração da companhia e o controlador agiram em conjunto para criar uma situação que justificasse o cancelamento do registro e balizasse o valor da OPA de fechamento de capital num preço que fosse atraente para eles.

O primeiro passo foi a promoção de um aumento de capital. A emissão das novas ações levou o controlador a concentrar mais papéis do que o permitido pelo regulamento do Novo Mercado — o segmento exige que pelo menos 25% das ações estejam em circulação —, o que serviria de justificativa para a saída do pregão. Além disso, o valor da oferta acabou por orientar o preço da OPA. Como cada papel foi vendido por R$ 6,69 (média ponderada dos 60 dias anteriores), o mesmo valor serve de piso para OPAs feitas a seguir, conforme previsto na Instrução 361.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  acionistas minoritários Fechamento de capital Brasil Plural cancelamento de registro Prumo lauda de avaliação Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Novas regras para os agentes fiduciários
Próxima matéria
O valor do risco controlado




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Novas regras para os agentes fiduciários
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) editou, em dezembro, uma nova regulação para a atividade de agente fiduciário....