Bolsa cobrará pelo menos R$ 7 mil por assembleia com boletim de voto

A BM&FBovespa está prestes a divulgar a tabela de custos do boletim de voto. No ano que vem, a adoção do sistema de antecipação de votos criado pela Instrução 561 será obrigatório para todas as companhias integrantes do IBrX-100 — no total, serão 94 empresas. Os valores do serviço serão propostos …

Seletas/Bolsas e conjuntura/Reportagem/Edição 30 / 12 de Maio de 2016
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

A BM&FBovespa está prestes a divulgar a tabela de custos do boletim de voto. No ano que vem, a adoção do sistema de antecipação de votos criado pela Instrução 561 será obrigatório para todas as companhias integrantes do IBrX-100 — no total, serão 94 empresas. Os valores do serviço serão propostos pela área técnica da Bolsa, mas precisam de aprovação da diretoria para entrar em vigor.

Atualmente, a BM&FBovespa adota uma política de tarifação que leva em conta a complexidade dos eventos societários. Os mais simples, como distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio e bonificações pagas em dinheiro, são gratuitos. Já os eventos de complexidade intermediária — grupo do qual fará parte o boletim de voto — estão sujeitos a duas faixas de preços.

A primeira, a partir de R$ 7 mil, abrange casos de bonificação em ativos, desdobramentos e grupamentos de ações. A segunda faixa, com custo mínimo de R$ 19,5 mil, engloba reorganizações societárias, como fusão, incorporação e cisão.

Voto_S30_Pt2

A expectativa é de que o boletim de voto seja integrado ao rol de eventos da primeira faixa. Se a proposta da área técnica for confirmada, companhias com até 100 acionistas vão desembolsar R$ 7 mil por assembleia; as que têm entre 101 e 3 mil investidores pagarão R$ 12,5 mil; e as que passarem disso vão pagar R$ 18 mil para a BM&FBovespa.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  bolsa de valores bmfbovespa voto à distância boletim de voto Instrução 561 Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
O que o futuro reserva para a indústria financeira
Próxima matéria
Sacos de pancadas



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
O que o futuro reserva para a indústria financeira
O que o futuro — não muito distante — reserva para o setor financeiro? Bancos 100% virtuais, seguradoras com produtos...