Superação

Roberto Sallouti conta como o BTG Pactual enfrentou a pior crise de sua história



Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Em 2015, André Esteves, fundador e mais importante executivo do BTG Pactual, foi preso, acusado de obstruir as investigações da Operação Lava Jato. O episódio abalou a reputação do banco e gerou uma corrida por saques. Passados dois anos desde o turbilhão, o atual CEO do banco, Roberto Sallouti, fez uma apresentação no 7º Congresso Internacional de Gestão de Risco da Febraban contando como o BTG reagiu a essa situação de estresse. Sua postagem no LinkedIn sobre o evento, ocorrido no último dia 10, ganhou pelo menos 200 curtidas e atraiu comentários de pessoas influentes no mercado de capitais, a exemplo de Luiz Cesar Fernandes, diretor da consultoria Invixx e fundador dos bancos Pactual e Garantia. Ele se disse impressionado com a capacidade do BTG de reagir à crise e afirmou que o banco foi o único de seu porte no mundo a ter conseguido superar uma situação como essa. Chefe de gerenciamento de riscos do BTG, André Fernandes escreveu, em seu comentário, que colocar o banco de volta nos trilhos exigiu muitas noites mal dormidas. O executivo também manifestou sua “dor pelos diversos profissionais excelentes que o BTG precisou abrir mão no seu redimensionamento de 2016”.

 


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  BTG Pactual André Esteves Roberto Sallouti Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Proposta inusitada
Próxima matéria
Novo paradigma para FIIs



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Proposta inusitada
A Capital Markets Authority (CMA), órgão responsável pela regulação do mercado de capitais do Quênia, recomendou...