Prêmio pelo erro na CCR “causa” nas redes sociais

Críticas ao pagamento de incentivo financeiro à colaboração com autoridades falam em indústria da delação

Companhias abertas/N@ Web / 26 de abril de 2019
Por 


Prêmio pelo erro na CCR “causa” nas redes sociais

Ilustração: Rodrigo Auada

Mesmo diante de protestos dos acionistas minoritários, um pagamento de 71 milhões de reais como incentivo para 15 ex-executivos delatarem ao Ministério Público irregularidades na CCR foi aprovado em assembleia geral extraordinária (leia mais na reportagem “O dilema ético da CCR”) da companhia, no último dia 22 de abril. A inusitada “delação financiada”, não de maneira surpreendente, pegou muito mal nas redes sociais. A crítica mais comum: o caso seria um sinal da existência de uma espécie de indústria da delação no Brasil. “Há algo errado quando uma empresa topa dar R$ 71 milhões para 15 executivos (que já eram bem pagos) detalharem como lesaram o erário!”, comentou um usuário do Twitter.


Leia também

Após 60 fases, qual o saldo da Lava Jato?

SEC quer limitar valor pago a delatores

O dilema ético da CCR




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  ccr Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Bolsonaro volta a intervir em companhia aberta e veta campanha do Banco do Brasil
Próxima matéria
O dilema ético da CCR



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Bolsonaro volta a intervir em companhia aberta e veta campanha do Banco do Brasil
Em nova intervenção em companhias de capital misto, Jair Bolsonaro veta campanha publicitária divulgada pelo Banco...
estudo_aplicado_02-07

Promoção de aniversário

ASSINE O PLANO COMPLETO POR R$4,99 NOS TRÊS PRIMEIROS MESES!

{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}