Pagamento de indenização milionária a CEO da CBS gera polêmica

Nas redes sociais, organização Time’s up pede que dinheiro seja doado para caridade

Companhias abertas/N@ Web / 14 de setembro de 2018
Por 


Ilustração: Grau 180.com.

O CEO do conglomerado de mídia CBS, Leslie Moonves, recebeu 69,3 milhões de dólares de remuneração em 2017. No começo da semana passada, a empresa anunciou que ele deixaria o posto. Agora, o conselho de administração negocia a indenização de saída prevista em seu contrato — o executivo pode levar 100 milhões de dólares para casa. O pagamento, que já causaria polêmica por si só, é ainda mais escandaloso em razão do motivo da demissão de Moonves: a revista The New Yorker publicou depoimento de várias mulheres acusando-o de assédio e abuso sexual. Nas redes sociais, o board da CBS está sob pressão. A organização Time’s up, que advoga pelo direto das mulheres no mercado de trabalho, publicou uma carta pedindo ao conselho de administração da CBS que doe a indenização de Moonves para instituições de caridade. O documento foi replicado pelo menos 150 vezes no Twitter.

 


Leia também

Menos informalidade, mais inclusão

Por conselhos mais femininos

Executivos avaliam como inclusão de gênero e origens pode ser feita para garantir prosperidade das empresas




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Indenização CBS assédio sexual Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Os negócios bilionários da maconha
Próxima matéria
SEC perdeu cerca de 300 funcionários em 2017



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Os negócios bilionários da maconha
No último dia 19 de julho, o edifício de número 4 da icônica Times Square, no coração de Nova York, foi cenário...