Navio do J.P.Morgan flagrado com cocaína repercute nas redes

Usuários questionaram a pertinência da propriedade da embarcação e cutucaram bitcoin

Bolsas e conjuntura/N@ Web / 12 de julho de 2019
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Por que um banco seria dono de um navio? Por que esse navio carregaria o equivalente a 1 bilhão de dólares em cocaína? As perguntas ressoaram nas redes sociais na última semana, por causa da apreensão de 20 toneladas de droga em um porto da Filadéfia, em junho, e pela divulgação da propriedade da embarcação — um fundo do J.P.Morgan. O banco, que não operava o navio, não respondeu nada nas redes sociais, causando uma enxurrada de críticas.

Paralelamente à questão da propriedade, repercutiu no Twitter um outro aspecto relacionado ao caso. “Foi em dólar ou bitcoin?”, perguntaram alguns usuários, querendo saber como o carregamento havia sido pago. A indagação faz parte da desconfiança em torno da criptomoeda, cujo uso facilitaria operações ilegais, mesmo que as moedas tradicionais sempre tenham servido de instrumento para atividades criminosas.


Leia também

A quem interessam as criptomoedas?

Blockchain: 30 aplicações inovadoras




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Twitter J.P. Morgan Bitcoin criptomoeda Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Ofertas de ações no primeiro semestre superam em 159% as registradas em todo o ano de 2018
Próxima matéria
Os desafios impostos pelo fim da Libor



1 comentário
Avatar

Jul 15, 2019

péssima matéria. reverbera o fake news e não ajuda a esclarecer. a resposta que deveria estar na matéria é: pelo mesmo motivo que o santander (ou qq banco de varejo) consta como proprietário do carro adquirido com financiamento do banco. o ativo é dado como garantia até total quitação da dívida (leasing).



Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Ofertas de ações no primeiro semestre superam em 159% as registradas em todo o ano de 2018
As ofertas de ações no primeiro semestre de 2019 somaram 29,3 bilhões de reais, volume 159% superior ao registrado...
estudo_aplicado_02-07

Promoção de aniversário

ASSINE O PLANO COMPLETO POR R$4,99 NOS TRÊS PRIMEIROS MESES!

{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}