Já era hora

Indicação de Stacey Cunnigham à presidência da Nyse atrai aplausos e ironias

Bolsas e conjuntura/N@ Web / 25 de maio de 2018
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Stacey Cunnigham foi indicada para o cargo de CEO da Nyse nesta semana. Agora, as duas principais bolsas americanas são comandadas por mulheres — no começo do ano passado, Adena Friedman assumiu a presidência da Nasdaq. Nas redes sociais, a notícia foi comemorada, mas com um toque de ironia. A NPR, agência de notícias do governo americano, por exemplo, tuitou: “Uma mulher foi nomeada presidente da Nyse, só demorou 226 anos”. A postagem foi replicada pelo menos 400 vezes e recebeu cerca de 1,5 mil curtidas. Outros veículos de imprensa, como o jornal The Washington Post, destacaram que há 30 anos o andar do “lunch club” (apelido dado a um clube integrado apenas por figurões de Wall Street) da Nyse sequer tinha um banheiro feminino. Nas respostas, alguns usuários parabenizaram a Bolsa de Nova York pela escolha; já outros duvidaram do mérito da executiva, questionando se ação não teria sido meramente afirmativa. Uma usuária, entretanto, resumiu o que dizia a maioria dos comentários: “Já era hora”.

 




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Nyse igualdade de gênero Stacey Cunnigham Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Parceria frutífera
Próxima matéria
Por mais investimentos



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Parceria frutífera
Nos últimos anos, o cerco à lavagem de dinheiro no Brasil chegou às instâncias mais altas dos setores público e privado....