IPO do Snapchat gera comentários sobre formação de bolha

Fundada em 2011, a rede social Snapchat se prepara para fazer uma oferta pública inicial de ações (IPO) avaliada em US$ 25 bilhões. O assunto causa burburinho na internet, e a oferta é considerada “o que de mais quente acontece na área de tecnologia desde o Facebook”. Mas nem todo mundo está …

Seletas/N@ Web/Edição 65 / 10 de fevereiro de 2017
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Fundada em 2011, a rede social Snapchat se prepara para fazer uma oferta pública inicial de ações (IPO) avaliada em US$ 25 bilhões. O assunto causa burburinho na internet, e a oferta é considerada “o que de mais quente acontece na área de tecnologia desde o Facebook”. Mas nem todo mundo está convencido de que a empresa vale tudo isso — afinal, o próprio Snapchat confessa ter um problema. No prospecto, a empresa afirma que teve “prejuízo no passado”, espera “ter prejuízo no futuro” e que é possível que “nunca alcance ou mantenha lucratividade”. Outra questão é o lançamento de ações sem direito a voto, decisão bastante malvista nos Estados Unidos. “Se esse IPO sair por US$ 25 bilhões sem que haja chances de a companhia ter lucro e ainda com a emissão de ações sem direito a voto, então realmente entramos em um ‘território de bolha’”, escreveu o gestor de investimentos Mike Deverell em seu Twitter. Leo Sun, especialista em tecnologia do site Motley Fool fez coro, e foi ainda mais dramático: “Isso vai muito além de bolha”.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  abertura de capital IPO Captação de Recursos oferta de ações n@ web snapchat Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Bolsa lança série de livros sobre cases inspiradores de abertura de capital no Brasil
Próxima matéria
Propaganda ativista



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Bolsa lança série de livros sobre cases inspiradores de abertura de capital no Brasil
Quem no Brasil já estudou as áreas de administração ou economia, seja num curso de graduação ou mesmo de pós-graduação,...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}