Instagram de Guilherme Benchimol abriga de banho de cachoeira a defesa da reforma da previdência

CEO da XP Investimentos usa a rede social para incentivar jovens empreendedores e opinar sobre a conjuntura

Bolsas e conjuntura/N@ Web / 12 de abril de 2019
Por 


Instagram de Guilherme Benchimol abriga de banho de cachoeira a defesa da reforma da previdência

Ilustração: Rodrigo Auada

Guilherme Benchimol, CEO da XP Investimentos, está mais ativo que nunca na internet. Ele escolheu o Instagram para veicular suas opiniões e influenciar jovens empreendedores. Por ali, Benchimol sempre busca manter a imagem de quem acredita no trabalho em equipe e divide pequenos momentos de sua vida pessoal, como um banho de cachoeira ou uma pedalada com amigos. Mas no meio das várias fotos de funcionários da XP trabalhando alegremente, aparecem alguns posts contundentes. Só em abril, já foram duas as postagens em defesa da reforma da previdência, que ele considera passo fundamental para uma redução consistente das taxas de juros no País. “São poucas pessoas com muitos privilégios, e a maioria da população pagando juros exorbitantes”, escreveu, em uma publicação que teve pelo menos 7,7 mil curtidas e 300 comentários. Muitos dos seguidores de Benchimol parecem acreditar que a solução é mais simples que a reforma: bastaria diminuir salários de políticos e cobrar as empresas que devem ao sistema de seguridade social.


Leia também

Empiricus conseguiu o que queria com o caso Bettina

Cadê o imposto da Amazon? 

Elevador da Paulista satiriza universo dos advogados




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Guilherme Benchimol XP Investimentos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Novos tempos
Próxima matéria
SEC lança pacote para simplificar divulgação de informações de companhias abertas



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Novos tempos
Nos anos 1970 até fazia sentido, hoje causa estranheza. Vista de 2019, a referência, no artigo 153 da Lei das S.As., a “homem...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}