Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
História dos unicórnios
99 é exemplo bem-sucedido do segundo ciclo de negócios digitais brasileiros

 

 

Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

A 99, aplicativo de transporte privado, foi adquirida pela chinesa Didi Chuxing, rival do Uber, no início deste ano, em uma transação de 960 milhões de reais. O valor decorreu de uma avaliação da companhia em pelo menos 1 bilhão de dólares, o que a transformou no primeiro unicórnio brasileiro — nome dado às startups que superam esse valor. Em seu LinkedIn, Romero Rodrigues, fundador do Buscapé, aproveitou o gancho para contar a história do investimento de venture capital no Brasil. A 99, destacou, é um exemplo de saída bem-sucedida dos investidores no que ele chama de segundo ciclo dos negócios digitais no Brasil, iniciado em 2010 — o Buscapé, vendido para a Naspers em 2009, faz parte do primeiro ciclo, que durou de 1999 a 2000. Nos comentários, outros empreendedores brasileiros aproveitaram para relembrar de alguns clássicos do empreendedorismo nacional, como ZipNet e Cadê.

 


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.