Enfim, listada

A companhia aérea Azul concluiu seu IPO nesta semana, depois de várias tentativas e muita polêmica. Em 2013, a aérea chegou a ter o registro de companhia aberta negado pela CVM por possuir ações preferenciais que recebem 75 vezes mais dividendos que as ordinárias. Já na semana passada, o regulador …

Seletas/N@ Web/Edição 74 / 13 de abril de 2017
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

A companhia aérea Azul concluiu seu IPO nesta semana, depois de várias tentativas e muita polêmica. Em 2013, a aérea chegou a ter o registro de companhia aberta negado pela CVM por possuir ações preferenciais que recebem 75 vezes mais dividendos que as ordinárias. Já na semana passada, o regulador suspendeu o IPO da companhia, na véspera da estreia na bolsa, por causa de um vídeo, publicado no site www.retailroadshow.com. Nele, David Neeleman, fundador da Azul, fazia uma apresentação com o suporte de slides. Como o acesso ao site era livre, a CVM entendeu que se tratava de material publicitário. Sendo assim, a Azul deveria, conforme a Instrução 400, ter pedido aprovação do regulador antes de divulgá-lo, o que não feito.

Em seu blog, o conselheiro de administração Renato Chaves aproveitou para comentar o assunto. Ele afirma que desaprova a estrutura acionária da companhia por desequilibrar interesse econômico e poder político, mas pondera que parte das alegações da CVM para suspender a oferta reflete um certo anacronismo regulatório: o uso de site para disponibilizar informações sobre ofertas, observa, é algo usual mundo afora.

No Twitter, o IPO da aérea também ganhou destaque. A Nyse fez questão de chamar atenção para a companhia em suas contas nas redes sociais, publicando fotos da estreia da Azul, que também ofertou ações no pregão americano. Mas se houvesse uma competição, a Azul não seria a aérea mais comentada nas redes sociais nesta semana — o posto iria para a United Airlines, que, inclusive, tem parceria operacional com a Azul. Depois que um vídeo de um passageiro sendo arrastado para fora de uma aeronave rodou o mundo, a empresa vem sendo pressionada para demitir seu CEO.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  abertura de capital IPO Renato Chaves Instrução 400 Azul n@ web B3 Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Governo quer agilizar retomada de bem com garantia de alienação fiduciária
Próxima matéria
Preparatório para Exame de Certificação de AAI e Empregados de Instituições Financeiras



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Governo quer agilizar retomada de bem com garantia de alienação fiduciária
O governo começou a desenhar, em fevereiro, uma proposta de Medida Provisória (MP) para aperfeiçoar a Lei 9.514, que em 1997...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}