Diretor do Carlyle está otimista com Brasil — por ora, pelo menos

Seletas / N@ Web / Edição 60 / 9 de dezembro de 2016
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Quem estiver disposto a fazer novos investimentos no Brasil ou vender participações em empresas locais deve colocar as intenções em prática agora — ou pelo menos nos próximos dois anos. A avaliação é de Juan Carlos Felix, codiretor de investimentos para a América Latina do Carlyle Group. No começo do mês, o fundo de private equity publicou uma breve entrevista em áudio com o executivo. No podcast, Felix afirma estar otimista com o Brasil. Ele observa que, depois da agitação do impeachment, dois anos de estabilidade política se avizinham, a inflação e a taxa básica de juros dão sinais de queda e o PIB deve finalmente parar de desabar em 2017.

De acordo com o gestor, esta é a hora para comprar participações em novas companhias, pois muitos bons ativos estão depreciados por causa da crise econômica brasileira. O fundo do Carlyle, afirma, deve avaliar oportunidades em setores resilientes e com demanda reprimida, como educação, saúde e serviços B2B.

Além disso, as empresas que já estão no portfólio do Carlyle devem aproveitar o momento para adquirir concorrentes que estão sofrendo com a crise, diz o gestor. O seu maior temor é perder a esperada janela de estabilidade de 2017 e 2018 e não conseguir sair de companhias em que o fundo já completou o seu ciclo de investimentos. É importante lembrar que a entrevista foi gravada e publicada antes dos últimos acontecimentos em Brasília. Será que a briga entre o senador Renan Calheiros e o STF ou a delação da Odebrecht farão o diretor mudar seus prognósticos políticos? A conferir.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  private equity carlyle crise econômica n@ web Juan Carlos Felix investimentos no Brasil estabilidade Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Negócios da China
Próxima matéria
PMEs estão mais otimistas que a média, mostra pesquisa da Deloitte. Previsão é de crescimento de 12% nas receitas líquidas em 2017




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Negócios da China
— Como andam as operações de M&A? — pergunta um advogado a uma colega de escritório especializada em fusões e aquisições. —...